Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Sexta-feira, 20 de abril de 2018

19/03/2018 - 14h40min

Espaço do Sim

Compartilhar no Facebook

enviar email

Marielle Franco

Estou há uma hora na frente do computador tentando organizar as ideias sobre o assassinato da vereadora carioca, Marielle Franco, que aconteceu neste último 14 de março de 2018.

Como enquadrar isto dentro de uma perspectiva do Sim? Que reflexão pode transformar esta crueldade em algo positivo? Fiquei com raiva. A raiva não é uma boa conselheira. Percebo minha impotência no sentido de saber dos motivos, dos mandantes... Algo em mim deseja vingança, e algo em mim, que tem a convicção de que violência não resolve problemas, pensa em soluções possíveis para lidar com este fato. Vou investir nesta parte mais proativa. Há pouco escutava um pronunciamento dela na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro disponível no You Tube...

O que me surge é examinar mais sobre a atuação dela. O que pode incomodar tanto a ponto de ter sido executada? E nesta reflexão, ir ao mesmo tempo reexaminando meus próprios valores sobre uma sociedade boa para todos. E mesmo refletir sobre o que faz que seres humanos aceitem esta tarefa de executar outros? É bastante gasto o argumento, mas sempre parece que faltou amor, aconchego, escuta, incentivos positivos para estas pessoas que escolhem o crime.

Logo mais, soldados das forças públicas, também jovens de classes populares, serão direcionados para retaliações eventualmente manipuladas, movidos por interesses políticos obscuros, que matarão ou serão mortos.

Hoje, meu movimento pessoal será rezar para que este fato resulte em mais consciência cívica nacional, rezar pelos criminosos que estão arruinando suas vidas, rezar para que os verdadeiros mandantes do crime sejam neutralizados e, especialmente, rezar para que eu e cada um encontre os valores e atos, que desejamos vivenciar para fazer da sociedade o espaço do bem comum.

Um Sim à coragem de acreditar no próprio poder pessoal de agir pelo bem. E o que eu fizer no meu círculo próximo de relações possa trazer algum benefício para alguém, como neutralizar a violência em mim mesmo.

Vou dormir com estas questões. Convido você, leitor, a acreditar também na sua capacidade de deixar este mundo melhor do que encontrou. Apesar das tragédias.

Joaquim Mello

[email protected]

Publicado em 17/3/2018.

Últimas Notícias

Na terça, 10, Super Paulinho, em Guaíba, foi interditado e os proprietários presos, acusados de crime contra o consumidor.

O STF indeferiu o habeas corpus ao ex-presidente Lula por 6 votos a 5. Com isso, Lula poderá ser preso.

Nesta quarta, 28, Polícia Civil recolhe documentos no Gabinete do presidente do Legislativo de Guaíba.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2018 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados