Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Tera-feira, 16 de janeiro de 2018

20/11/2017 - 10h35min

Espaço do Sim

Compartilhar no Facebook

enviar email

Qual teu sonho?

Assisti uma palestra em que esta pergunta foi feita. A imagem projetada na tela mostrava uma casa, um carro, um diploma e uma família. Enquanto o palestrante seguia sua argumentação, fui capturado pelo desejo de me dar uma resposta: ir além, ir mais fundo. E a demora em vir uma resposta me deixou muito agoniado. Se não tenho um sonho, o que estou fazendo na vida? Qual meu grau de foco, objetividade, consciência, clareza para decidir o que farei em cada momento? Como reconhecerei as oportunidades de realizá-lo? O que afinal orienta minhas decisões? Minhas ações? Me senti um zumbi perdido (um pouco de exagero às vezes ajuda).

A pergunta me acompanhou e estou gostando da reflexão que está me trazendo. Primeiro, observar que é uma questão bastante profunda. Uma resposta apressada seria superficial e insuficiente. Interessante observar que conquistas materiais são representações de necessidades mais sutis, que estão por trás, que tocam o mundo subjetivo. Conforto, reconhecimento, habilidades, afeto...

Senti necessidade de detalhar mais a palavra experiência de sonho. Possíveis sinônimos: desejo, meta, objetivo, aspiração, utopia, ambição, ideal, visão... Como fazer uma síntese? Existiria um sonho máster, o sonho dos sonhos?

Compartilhando o tema com um amigo professor, ele lembrou Aristóteles. A felicidade como meta humana. Fez sentido. Só que renovou meu problema. O que é a felicidade? Novamente, muitas nuances. E existirá a felicidade máster? Recorrendo a memória de leituras sobre este tema, lembro que existe uma certa universalidade no propósito da vida humana realizada. A experiência de um estado totalmente pleno de... tudo.
Iluminação, samadhi, satori, comunhão, fusão no Grande Espirito, no Grande Arquiteto, experiência oceânica, são palavras de várias tradições religiosas e filosóficas para o mesmo objetivo. E uma característica em comum é a capacidade de estar presente e completamente atento, um alinhamento de corpo, emoções, mente e espírito que faz com que a vida que anima todo universo se faça também presente na consciência humana, gerando o atingimento deste estado de unidade. De integração absoluta. Dizem, de ir além da consciência humana.

Vi um vídeo de Jidu Khrisnamurti falando sobre o estado meditativo, que tocava algo deste estado de Unidade.
Está lá no youtube. Curiosamente, preconizava nenhuma técnica especifica além de um estado de profunda atenção, de modo permanente.

Qual seu sonho? O que o fará acordar pleno de alegria e energia amanhã pela manhã? Tome um tempo para esta preciosa questão. Ótima semana!

Joaquim Mello

[email protected]

Publicado em 18/11/2017.

Últimas Notícias

Em sessão polêmica, vereadores de Guaíba votam projeto que aumenta o número de CCs na Câmara.

Confira a Retrospectiva 2017, com os principais fatos que marcaram o ano, na versão impressa.

Vereador Renan Pereira (PTB) foi reeleito presidente do Legislativo Municipal de Guaíba.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2018 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados