Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Sexta-feira, 18 de outubro de 2019

07/10/2019 - 15h53min

Comportamento

Compartilhar no Facebook

enviar email

Músicas transformando vidas

Dois belos filmes me deixaram de alma leve nos últimos dias, fizeram-me sair do cinema acreditando que o sonho ainda não acabou. Uma história real e outra de ficção, ambas sobre jovens ingleses de nascimento mas filhos de imigrantes asiáticos, e as dificuldades que encontram para se integrarem na sociedade. Nos dois filmes, o tema de fundo é a música, com sua capacidade de transformar vidas por meio da emoção.


O primeiro que assisti foi “A Música da Minha Vida”, a história real que virou livro e agora também é filme. É sobre Javed, um garoto tímido que mora com seus pais e duas irmãs em pequena cidade, escreve poesias e sonha ser escritor. Em meio às dificuldades financeiras, naquele momento de crise e desemprego pelo qual passa a Europa na década de setenta, ele precisa deixar seu talento de lado e se preocupar mais com a sobrevivência.

Eis que um colega de aula de Javed, também filho de imigrantes, ao percebê-lo quase sem esperança de seguir em frente, lhe empresta fitas com canções do norte-americano Bruce Springsteen. E na perfeição das melodias e nas letras críticas daquele extraordinário artista, o jovem transforma sua vida.

O segundo filme, chamado “Yesterday”, conectado com a sutil proposta de mostrar às novas gerações a beleza das músicas feitas pela banda inglesa The Beatles, mais emoção para este coração.

Jack Malic é um jovem inglês de origem indiana, que, nas horas em que está de folga do trabalho, toca e canta em pequenos locais que sua amiga Lilly, que se diz empresária dele, consegue espaço. Mas sua esperança de fazer sucesso começa a se desfazer, até que, depois de um acontecimento inexplicável, ele se descobre o único a se lembrar das canções dos Beatles. E começa a fazer grandioso sucesso com as antigas melodias que parecem nunca ter existido para mais ninguém. O cantor Ed Sheeran tem participação especial no filme.

Enquanto a fantasia se desenvolve na tela, as músicas mais do que perfeitas de Lennon & McCartney rolam soltas, emocionando a gente. Como Yesterday, que dá nome ao filme. E o final, que eu não posso contar aqui, é poesia pura.


Nestes dias de tempo escasso para manifestações de amor e poesia, os filmes “A Música da Minha Vida” e “Yesterday” fizeram-me sair do cinema acreditando que o sonho ainda não acabou. Nas duas histórias, uma real e outra de ficção, as belas músicas, com suas mensagens emocionadas e amorosas, transformam vidas.

Cristina André

[email protected]

Publicado em 05/10/2019.

Últimas Notícias

Na edição impressa deste sábado, 19, detalhes sobre o projeto viário a ser executado em Guaíba.

EmpregarRS oferece mais de 3 mil vagas no RS nesta sexta-feira. https://t.co/yP30gMpcyG.

Criminosos queimaram ônibus em Guaíba na tarde de segunda, 14. Eles alegaram retaliação contra ações da BM. Ninguém ficou ferido.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2019 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados