Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

27/09/2019 - 15h56min

Polícia

Polícia Civil desarticula facção violenta na Vila Nova, em Guaíba

Compartilhar no Facebook

A Polícia Civil, por meio da DP de Guaíba, realizou a Operação Libertá, na manhã de quinta-feira, 26, no município de Guaíba (foto), visando combater o tráfico de drogas. As ações também tiveram como objetivo a apuração de denúncias sobre um possível cemitério clandestino e a prisão de suspeitos de praticarem assaltos, torturas e coações.

Investigações revelaram a prática de violência extrema de uma facção que controlava o tráfico de drogas na Vila Nova, em Guaíba, com assassinatos e possível ocultação de cadáveres em um cemitério clandestino próximo ao Complexo Esportivo Coelhão. De acordo com a Polícia Civil, desde 2017 o bando ameaçava, torturava e executava rivais e seus familiares.

A ação da Polícia Civil contou com cerca de 50 policiais e teve apoio da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros. Helicóptero e cães farejadores foram usados nos trabalhos.
Ao todo, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão e quatro pessoas foram presas, duas preventivamente e duas em flagrante pelos crimes de receptação e tráfico de drogas. Uma arma de fogo e entorpecentes foram apreendidos.

As investigações iniciaram a partir de um crime de tentativa de homicídio de uma adolescente de 16 anos, que seria irmã de um dos traficantes. Segundo a delegada Karoline Calegari, a motivação foi por disputa de território do tráfico no Bairro Vila Nova, em que integrantes de uma facção procuravam matar, ferir e torturar familiares do principal líder rival, acarretando diversos crimes de homicídio e casos de tortura no Município.

“Nos meses que se seguiram ao crime contra a jovem, verificou-se que familiares e comparsas dos autores do delito passaram a coagir a vítima no curso do processo, exigindo, mediante violência e grave ameaça, que ela livrasse os criminosos da responsabilidade criminal, o que fez inclusive com que a vítima e seu pai negassem a autoria da tentativa de homicídio em juízo. Um dos coautores chegou a abordar a vítima em via pública em três oportunidades, entre os meses de julho e agosto deste ano, sempre com violência ou grave ameaça, tendo praticado roubos contra a vítima, a qual teve subtraídos dois telefones celulares nesse período", explicou a delegada.

Até o fechamento desta edição, a Polícia não havia localizado o suposto cemitério clandestino, mas as buscas continuavam.



Tentativa de Homicídio e Incêndio Criminoso

Na semana passada, agentes da DP de Guaíba prenderam um homem de 33 anos de idade, condenado pela Vara de Execuções Criminais de Guaíba pelos crimes de tentativa de homicídio qualificado e incêndio criminoso após discussão por motivo fútil.



Preso por Estupro de Vulnerável

Um homem identificado pelas iniciais M.C.V., de 45 anos de idade, foi preso na semana passada pela Polícia Civil de Guaíba. Ele estava foragido e possuía sentença definitiva por crime de estupro de vulnerável expedido pela Vara de Execuções Criminais da Comarca de Guaíba.

Após diligências investigativas, o indivíduo foi localizado e preso em Guaíba. Segundo a Polícia Civil, o criminoso possui antecedentes policiais por ameaça, posse de entorpecentes e crimes sexuais.



Maus Tratos e Abandono de Incapaz

No dia 17, a Polícia Civil de Guaíba, sob coordenação da delegada Karoline Calegari, prendeu C.L.S.F., de 52 anos de idade, contra o qual havia sentença definitiva expedida pelo Poder Judiciário local.

O indivíduo foi preso em Guaíba, e a prisão foi decretada por cometimento do crime de maus tratos e abandono de incapaz. O criminoso possui antecedentes policiais por roubo, furto, posse de entorpecentes e crimes sexuais.

A delegada destacou a importância de as pessoas denunciarem à Polícia Civil e ao Conselho Tutelar quando tiverem conhecimento de crime de maus tratos contra crianças, já que elas são vulneráveis e não têm condições de pedir ajuda das autoridades.

Idoso violento em casa acaba preso

Em Guaíba, um homem idoso, de 70 anos de idade, identificado pelas iniciais R.L.R., foi preso no dia 17 de setembro. Havia contra ele uma condenação expedida pela Justiça por ter praticado crime de lesão corporal no âmbito das relações domésticas. De acordo com a Polícia Civil, o condenado possui inúmeros antecedentes pelos crimes de ameaça, lesão corporal, vias de fato e desobediência judicial, praticados contra sua companheira.



Foto: DIVULGAÇÃO/PC


Publicado em 28/9/2019.


Últimas Notícias

Na coluna deste sábado, 30, Leandro André fala sobre oposição importante e oposição tóxica.

Comunidade pede canil municipal em Guaíba.

MP cria a Rede Ambiental de Guaíba para tratar das questões do meio ambiente. Próximo encontro, dia 11/12, às 14h na sede do MP.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2019 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados