Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Domingo, 05 de abril de 2020

14/02/2020 - 17h26min

Editorial

Educação Emperrada

Compartilhar no Facebook

Muito se fala dos problemas do sistema educacional no Brasil, considerando os péssimos resultados, comparando com outros países. Os números e os conceitos são distintos, dependendo do observador e de sua ideologia. No entanto, o baixo nível do ensino das escolas públicas, de um modo geral, é incontestável; são raras as exceções. A causa deste quadro negativo, que vem de longe, não pode ser atribuída somente à questão financeira, o problema é mais complexo.

O Governo Federal investe cerca de R$ 62 bilhões do Orçamento anual na Educação. Este montante indica que o fracasso do setor nas últimas décadas está relacionado com má gestão.

Programas nacionais têm se revelado verdadeiros fracassos, como o ProInfância, por exemplo. Na teoria, o repasse financeiro aos municípios seria para construção, reforma e aquisição de equipamentos e mobiliário para creches e pré-escolas públicas da Educação Infantil em todo o País. O objetivo era garantir o acesso de crianças a creches e escolas públicas, especialmente em regiões metropolitanas, onde são registrados os maiores índices de população nesta faixa etária, mas não funcionou. A burocracia e a abrangência do processo único de licitação em um País continental resultaram em dezenas de obras paradas, que se deterioram com o tempo, num espetáculo deprimente de desperdício do dinheiro público.

Enquanto o Brasil mantiver este sistema de gestão centralizador, burocrático e de fiscalização pífia, que resulta em volumosos desvios de dinheiro público, os resultados da Educação continuarão entre os piores do Mundo. Somado a isso, observa-se a ideologização emperrando ainda mais a máquina.

Publicado em 15/2/20.


Últimas Notícias

Registrado oficialmente o primeiro caso de Covid-19 em um morador de Guaíba, na tarde desta quinta-feira, 2.

Comércio não essencial de Guaíba começa a operar pelo sistema de tele-entrega nesta quarta-feira, 1º.

Vacinação em casa para idosos acamados. Agendamento deve ser feito por familiares no posto de saúde do bairro.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2020 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados