Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Terça-feira, 10 de dezembro de 2019

25/03/2019 - 16h27min

O exemplo que vem do futebol

Compartilhar no Facebook

Por Leandro André

O poder público no Brasil, país onde há muitos problemas sociais, deveria dar prioridade aos programas esportivos envolvendo crianças e adolescentes, mas a realidade mostra que isso está longe de acontecer. Na ausência de apoio governamental eficaz, o trabalho voluntário se destaca com significativos exemplos positivos. Nesse sentido, uma ação em prol dos jovens, por meio do futebol, acontece no Bairro Santa Rita (Cohab), em Guaíba, com a Escolinha Bonsucesso, entidade coordenada pelo aposentado César Madril e seu filho Juliano Ferreira.

Trabalho e Resultados

Na tarde de terça-feira, 19, a Gazeta Centro-Sul foi até o Campo Bonsucesso, localizado ao lado da Associação de Moradores Asnúcleo, para conversar com César Madril e conhecer o seu trabalho. Homem simples, mas de personalidade forte e apaixonado pelo que faz, o professor prático de futebol disse que a entidade, fundada em abril de 2007, ensina e treina 105 crianças e adolescentes com idades entre 5 e 17 anos, estendendo as atividades no Ginásio Guaibão (crianças de 5 a 9 anos), no mesmo Bairro. Os treinos acontecem às terças, quartas e sextas-feiras, nos turnos manhã e tarde.

Apesar da falta de apoio, os times da Bonsucesso participam de competições de futebol no Estado em diferentes categorias. Na Copa Cidade Verde, que reúne equipes de todo o RS no município de Três Coroas, a Escolinha Bonsucesso já conquistou o título na categoria Sub 13 e o vice-campeonato na categoria Sub 10.

“Apesar de não termos apoio da Prefeitura, levamos o nome de Guaíba para onde vamos. Entramos em campo sempre com a Bandeira do Município”, destacou Madril, mostrando fotos no celular.

Para as despesas com fardamentos, bolas, redes e materiais esportivos, é cobrada uma mensalidade de R$ 40,00; no entanto, segundo César, ninguém é impedido de participar se não tiver o dinheiro para a contribuição.

Entre os destaques do futebol gaúcho que começaram a jogar na Bonsucesso de Guaíba, Bruno Jesus, jogador do São José; Guilherme (Gui), garoto de 15 anos que se destaca nas categorias de base do Inter; e Cabrera, diretor das categorias de base do Inter.

O campo, medindo 100m por 75m, localizado em uma área pública, é bem cuidado pelo treinador voluntário e seu filho Juliano. Equipes infantis de Grêmio e Inter, entre outras, já jogaram no Campo Bonsucesso. Mas, apesar da dedicação de Madril para manter o gramado em boas condições, é preciso construir vestiários, melhorar o cercamento e colocar telas altas atrás das goleiras, o que depende de recursos.

Falta de Apoio da Prefeitura

Falando sobre investimento público no Esporte em Guaíba, César Madril desabafou: “Nosso esporte está morto, não tem mais investimento. Falta boa vontade para fazer as coisas acontecerem”.

A Diretoria de Esportes ajudava a cortar a grama do campo quando tinha um trator, mas agora, que está estragado, é preciso usar a máquina manual da entidade e o serviço é feito pelo próprio treinador.

Nessa semana, foi realizada uma ampla limpeza no Bairro Santa Rita (Cohab) pela Prefeitura, mas, surpreendentemente, a parte do Bairro onde está o Campo Bonsucesso não foi contemplada, sequer a boca de lobo foi limpa.

Transcendendo as dificuldades e a falta de apoio governamental, a Escolinha Bonsucesso, nas cores preto e branco, tendo o Leão como símbolo, é exemplo de ação social e garra por meio do futebol.

Interessados em apoiar a Escolinha Bonsucesso, o telefone de contato é (51) 98131.6113.

FOTO: LA/GAZETA

Publicado em 23/3/2019.


Últimas Notícias

Na coluna deste sábado, 30, Leandro André fala sobre oposição importante e oposição tóxica.

Comunidade pede canil municipal em Guaíba.

MP cria a Rede Ambiental de Guaíba para tratar das questões do meio ambiente. Próximo encontro, dia 11/12, às 14h na sede do MP.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2019 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados