Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Quarta-feira, 16 de agosto de 2017

05/01/2015 - 10h36min

Dependentes Químicos

Compartilhar no Facebook

Uma porta para o tratamento de dependentes químicos na Região.

Jonathan, coordenador do Café Convívio, representa o Desafio Jovem em Guaíba

De acordo com autoridades policiais, as maiores causas de violência em Guaíba e Região são o tráfico e o uso de drogas. O alerta indica a necessidade de um trabalho de prevenção e de tratamento para alcoolistas e usuários de entorpecentes.

No final de 2014, a Instituição Evangélica Desafio Jovem Três Coroas iniciou o processo de compra de uma área com 38 hectares, na localidade de Logradouro, Interior de Guaíba, para instalação de um centro de tratamento para dependentes químicos de álcool e outras drogas, com abrangência regional.

O Desafio Jovem iniciou em Nova York, nos Estados Unidos, em 1958, e atualmente é desenvolvido em 80 países. No Brasil, começou com o empresário Jorge Lemos, em 1989, no município de Três Coroas (RS). Hoje, em 130 hectares, com cinco mil metros quadrados de área construída, o Centro já atendeu centenas de pessoas em duas comunidades terapêuticas (masculina e feminina).

O método de tratamento está embasado no tripé: terapia, espiritualidade e laborterapia. O conjunto de ações envolve atendimento psicológico, psiquiátrico, social, princípios cristãos, disciplina e apoio vocacional. As equipes são formadas por voluntários e profissionais da Saúde. O período de internação oscila entre 12 e 24 meses.

A Instituição já implantou uma nova unidade no município de Osório e começa a trabalhar para implantar a terceira em Guaíba. O custo do projeto não foi divulgado, mas o financiamento é da própria Instituição, que conta com recursos federais e apoio da comunidade. A expectativa é de que o Centro Terapêutico de Guaíba entre em operação até o final de 2016.

Custo do Tratamento

Não existe um valor fixo para o tratamento. A contribuição é definida em conjunto com a família, considerando a ficha socioeconômica do responsável: ele diz com quanto pode contribuir. Há internos que não pagam.

O Processo de Seleção

Em geral, o ingresso ao tratamento se dá por meio do Grupo de Apoio “Café Convívio”, formado por voluntários. Após pré-entrevista com o candidato, que deve concordar com a internação, e seus familiares, é feito o encaminhamento para entrevista com psicólogos e assistentes sociais no Centro de Três Coroas, enquanto a unidade local não entra em operação.

Em Guaíba, o Café Convívio é coordenado por Jonathan Saraiva, um dos maiores incentivadores à vinda da Instituição para Guaíba. A sede fica na Rua Belo Horizonte, 155, Bairro Santa Rita. O telefone de contato é (51) 8478.3600.

Para conhecer melhor a Instituição, acesse o site www.desafiojovem.org.br

Foto: LA/Gazeta

Publicado em 2/1/15.


Últimas Notícias

Vento nordeste e pouca chuva fizeram o nível do Guaíba baixar mais de 30 cm na manhã deste sábado, 12, mudando a paisagem da margem.

Nova fábrica da CMPC fica parada até novembro para conserto da caldeira. Empresa garante que não haverá demissões ou rescisão de contratos.

A Setudec mudou para as 16h a partida da cavalgada que irá buscar a Chama Crioula em Mostardas. Saída em frente à Prefeitura de Guaíba.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2017 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados