Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Sexta-feira, 25 de setembro de 2020

13/07/2020 - 14h08min

Polícia

Redução do Índice de Homicídios no RS

Compartilhar no Facebook

O Governo do Rio Grande do Sul divulgou o balanço dos índices de criminalidade no Estado, referente ao primeiro semestre de 2020.

Com a retração de 21,9% no número de homicídios em junho, na comparação com o mesmo mês de 2019, o total acumulado na primeira metade deste ano também fechou em queda, de 8,7%. Divulgados pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) na quinta-feira, 9, os indicadores de criminalidade mostram, ainda, que os crimes patrimoniais continuam em declínio.


Enquanto houve 987 vítimas de assassinato no RS nos primeiros seis meses do ano passado, foram 901 no semestre inicial de 2020, mantendo o acumulado no período abaixo de mil pelo segundo ano consecutivo, o que não ocorria desde 2011, ano em que aconteceram 870 óbitos.


Guaíba está no ranking dos dez municípios gaúchos com as maiores quedas de homicídio. No primeiro semestre de 2019, foram registrados 20 assassinatos na Cidade; no mesmo período deste ano, foram registrados oito homicídios: uma redução de 60%.



Número de mortes no trânsito volta a crescer

O ritmo da redução de mortes no trânsito do RS, registrado em abril, não se manteve no segundo mês de quarentena. Com a redução das taxas de isolamento social pela população, dados parciais de maio apontam que as mortes cresceram 61% em relação ao mês anterior, passando de 90 para 145 vítimas. No entanto, o número é 6,5% menor do que em maio de 2019, quando morreram 155 pessoas nas ruas e rodovias gaúchas.


No acumulado do ano (janeiro a maio), os motociclistas foram os únicos que tiveram aumento no número de mortes. Os demais tiveram redução de mortes: condutores (-11%), pedestres (-26%), passageiros (-18%) e ciclistas (-23%). Entre os motociclistas, entretanto, houve aumento de 3% nas mortes nos primeiros cinco meses do ano em relação ao mesmo período do ano passado.


Puxado por abril, que foi o mês com o menor número de mortes no trânsito de toda a série histórica do DetranRS, com início em 2007, o ano de 2020 segue com redução em relação a 2019. Foram 12,7% menos mortes do que nos cinco primeiros meses do ano passado.



Operação Carreteiro combate organização criminosa em Camaquã e Região

Na terça-feira, 7, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Camaquã, deflagrou a Operação Carreteiro no combate à organização criminosa especializada no tráfico drogas e lavagem de dinheiro. Segundo a Polícia, a Organização movimentava mensalmente cerca de um milhão de reais. Quatro pessoas foram presas.

Os policiais cumpriram 17 mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão preventiva nos municípios de Camaquã, Porto Alegre, Canoas, Arroio dos Ratos, Eldorado do Sul e São Jerônimo.


A investigação, que durou cerca de um ano e meio, descobriu que a lavagem de dinheiro era orientada por profissionais de três escritórios de contabilidade, um gerente de banco privado e dois pastores evangélicos.


Foram apreendidas duas armas de fogo, celulares, notebook, pen drives, tablets, 800 gramas de cocaína tipo escama de peixe e cerca de R$ 4 mil em dinheiro, além de cheques e o sequestro de nove caminhões, dois reboques, cinco carros e uma motocicleta.


Dois traficantes foram presos em flagrante e sequestrados valores constantes em cerca de cinquenta contas bancárias. O patrimônio chega a três milhões de reais.


A Operação contou com seis delegados e 64 agentes.



Durante investigação de delito ambiental, mulher pede socorro e agressor acaba preso

A Polícia Civil de Guaíba prendeu um homem preventivamente, na segunda-feira, 6 de julho, por violência doméstica praticada contra a sua companheira.


Por ocasião de uma vistoria da Patram, da Brigada Militar, na residência do casal, durante apuração de delito ambiental, a mulher aproveitou para pedir ajuda aos policiais, relatando que era agredida pelo companheiro, o qual também a ameaçava fazendo uso de faca. Neste dia, o agressor não foi localizado e a vítima foi levada à Delegacia de Polícia de Guaíba a fim de registrar ocorrência e solicitar medidas protetivas de urgência.


Segundo a Polícia, mesmo com o BO registrado na DP, o agressor continuou ameaçando a vítima, tentando evitar a intimação pessoal das medidas protetivas deferidas. Com isso, foi expedido mandado de prisão preventiva contra o acusado, visando salvaguardar a integridade física da mulher.


Após diligências investigativas, o suspeito foi localizado e preso.


De acordo com a delegada Karoline Calegari, esta prisão teve importante participação da rede de enfrentamento à violência contra a mulher no Município, sendo que a Patrulha Maria da Penha (BM), o Ministério Público e a Delegacia de Polícia têm se articulado cada vez mais para prevenir e reprimir crimes desta natureza, inclusive com o aumento significativo do número de pedidos de prisão.


O diretor da 2ª Delegacia de Polícia Metropolitana, delegado Mario Souza, ressaltou que a DP de Guaíba vem realizando um importante trabalho contra a violência de gênero e que as mulheres devem sempre denunciar.



Foto: Divulgação/SSP

Publicado em 10/7/20.


Últimas Notícias

Região de Guaíba se mantém em bandeira laranja no mapa de distanciamento controlado do RS.

Sete candidatos disputam a Prefeitura de Guaíba. Em Camaquã, são quatro candidatos. Ver edição impressa.

Sperotto (PTB) e Cleusa (MDB) mantêm união para tentar reeleição à Prefeitura de Guaíba.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2020 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados