Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Domingo, 05 de abril de 2020

26/02/2020 - 15h58min

Polícia

Polícia Civil localiza corpo do motorista de aplicativo

Compartilhar no Facebook

Policiais civis da DP de Guaíba, coordenados pela delegada Karoline Calegari, com apoio da Companhia Especial de Busca e Salvamento (CEBS), munidos de cães farejadores, localizaram o corpo de Rafael do Nascimento da Silva, 31 anos, enterrado em uma cova profunda, na margem do Lago Guaíba, no Loteamento do IPE. A localização aconteceu na quarta-feira, 19.

Rafael trabalhava como motorista de aplicativo e havia desaparecido no dia 6 de fevereiro, gerando grande apreensão nos familiares e amigos. Colegas de Rafael fizeram carreatas pelas ruas de Guaíba e manifestação em frente à DP, buscando solução para o caso e justiça. O desaparecimento gerou forte repercussão na Região.

Na manhã dessa sexta-feira, 21, a delegada Karoline Calegari, titular da DP local, responsável pela investigação do caso, confirmou à Gazeta Centro-Sul que o corpo encontrado no IPE é de Rafael. Na quarta-feira, quando foi localizado, havia dúvida sobre a identidade do cadáver.

Segundo a Polícia, Rafael havia desaparecido na noite de 6 de fevereiro, após sair da casa de amigos dizendo que faria uma corrida para a Região Metropolitana. A partir daí, o último contato mantido foi num grupo de motoristas de aplicativo, em que teria postado a mensagem “off”, aos 52 minutos do dia 7, dando a entender que teria encerrado suas atividades naquela noite.

De acordo com o que foi apurado no inquérito, essa corrida para a cidade de Canoas, que não chegou a acontecer, seria particular, chamada usualmente pelos motoristas de aplicativo de “PF”, ou seja, corrida por fora, sem relação com a empresa de aplicativo.

Em nota, a Polícia Civil informou que o crime é tratado como homicídio seguido de ocultação de cadáver, e a linha investigativa aponta possível envolvimento da vítima com o tráfico de drogas.

A investigação continua sob sigilo, para não atrapalhar o êxito das diligências em curso. A Delegada Karoline assegura que “o fato está sendo tratado com a seriedade e a importância que tem”.

Notícias Falsas

A Polícia faz um alerta, solicitando às pessoas que tenham cuidado com a divulgação de informações falsas, uma vez que estão circulando “fake news” no sentido de que há outros casos de desaparecimento de motoristas de aplicativos em Guaíba, o que não procede.

As buscas foram realizadas com a utilização de equipamentos de grande porte cedidos pela Coordenadoria Operacional da Corsan de Guaíba.

Prioridade na Investigação

O diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2 DPRM), delegado Mario Souza, esclarece que “é uma investigação complexa e bem conduzida pela Delegacia de Guaíba sob coordenação da Delegada Karoline”. E que “o apoio dos Bombeiros e da Corsan foram muito importantes para a execução das buscas”. Por fim, Souza relata que “essa investigação é prioridade e tem equipe especial destinada a esclarecer o crime”.


Bafômetro passivo usado no Carnaval

A tecnologia do equipamento permite a identificação do consumo de bebida alcoólica por aproximação, o que agiliza a fiscalização e reduz os custos com bocais descartáveis.


Com a chegada de uma das festas mais populares do País, a tendência é que o fluxo de veículos nas estradas, ruas e avenidas aumente. Para garantir que as pessoas curtam a folia com segurança, a Polícia Rodoviária Federal está utilizando o bafômetro passivo no Carnaval. O equipamento tem uma tecnologia que possibilita a detecção do consumo de bebida alcoólica à distância, o que agiliza a fiscalização.

“Basta aproximar o aparelho da cabine ou junto à boca do condutor, sem a necessidade de contato físico, para indicar se houve ou não o consumo de álcool. E quando a sinalização é positiva, o motorista é triado para soprar o bafômetro tradicional”, explicou Rodrigo Silveira, diretor comercial da Orbitae, empresa especializada em aparelhos de detecção de álcool e outras substâncias psicoativas.

O executivo explica que o bafômetro passivo indica apenas a presença, mas não a quantidade de álcool presente, prova necessária para a autuação ou eventual prisão do motorista, por isso é importante o uso do tradicional.

“Um bafômetro complementa o outro, principalmente porque o passivo poupa tempo dos agentes fiscalizadores, dos condutores de veículos, e ainda traz economia para os cofres públicos”, destacou Rodrigo.

Silveira acrescenta que, além disso, no caso do Alcoscan, bafômetro passivo da Orbitae, existe a vantagem de poder ser operado com apenas uma mão e de precisar apenas de uma calibração anual.

“O equipamento tem ainda um software de gerenciamento de estatísticas, que garante informações precisas quanto à localização, data e hora da medição e ainda possibilita a inclusão de dados do condutor”, observou.

Números

Dados da Polícia Rodoviária Federal indicam que apenas nas festas do final do ano passado, por exemplo, foram realizados 115 mil testes com bafômetro tradicional, dos quais quase três mil deram resultados positivos.

“Uma conta simples demonstra que, caso o bafômetro passivo tivesse sido utilizado em 100% dessas abordagens, 112 mil testes – e bocais – poderiam ter sido evitados, o que possibilitaria, além da economia financeira, a ampliação da fiscalização e, consequentemente, estradas mais seguras para todos”, finalizou o diretor.




Operação Repulsa executa prisões por pornografia infantil

A Polícia Civil desencadeou na quarta-feira, 19, a Operação Repulsa, prendendo um homem por pornografia infantil em Novo Hamburgo. O sujeito integra uma rede de compartilhamento de imagens e vídeos de abusos de crianças, investigada pela Polícia Civil. Mandados de busca e apreensão foram cumpridos na Cidade e em Canoas, Imbé, Estância Velha, Porto Alegre e São Leopoldo. A ação, que combate crimes contra a dignidade sexual de crianças, foi executada por agentes da Delegacia de Polícia de Arroio do Sal.

As investigações iniciaram na metade de janeiro, depois que chegou ao conhecimento do Órgão que uma mulher, de 39 anos, estuprava o filho autista, de 3 anos, e vendia os vídeos dos abusos. A criminosa, que mora na Capital e tem parentes em Arroio do Sal, foi presa preventivamente. Na sequência, um homem foi preso, também em Porto Alegre, suspeito de ser o receptador dos vídeos. A partir daí, a Polícia Civil tomou conhecimento da rede de compartilhamento, a qual envolvia pelo menos seis pessoas.

A Operação coletou material que irá subsidiar a perícia, permitindo estabelecer vínculo entre investigados e a prática do chamado “Estupro Virtual”, ainda que não tenham contato físico com as vítimas. “Isso permitirá o indiciamento final por prática do crime de estupro de vulnerável”, afirmou o delegado Adriano Koehler Pinto, titular da DP de Arroio do Sal.


Homem é preso por furto qualificado

A Polícia Civil de Guaíba prendeu, no dia 17 de fevereiro, um indivíduo de 30 anos por crime de furto qualificado.

O Poder Judiciário do município de Guaíba expediu, por meio da Vara Criminal, mandado de prisão decorrente de decisão condenatória contra o criminoso.

Após diligências investigativas, a equipe de policiais localizou e prendeu o indivíduo, dando, assim, cumprimento à ordem judicial.


Foto: Divulgação/Civil

Publicado em 22/2/20.


Últimas Notícias

Registrado oficialmente o primeiro caso de Covid-19 em um morador de Guaíba, na tarde desta quinta-feira, 2.

Comércio não essencial de Guaíba começa a operar pelo sistema de tele-entrega nesta quarta-feira, 1º.

Vacinação em casa para idosos acamados. Agendamento deve ser feito por familiares no posto de saúde do bairro.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2020 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados