Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Quinta-feira, 01 de outubro de 2020

23/12/2019 - 16h00min

Polícia

DP de Guaíba lidera ranking de prisões entre os 18 municípios mais violentos do RS

Compartilhar no Facebook

Os 18 municípios mais violentos do Rio Grande do Sul tiveram seus principais indicadores de violência avaliados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado neste mês. São eles: crimes violentos letais intencionais (homicídios, latrocínios, lesões seguidas de morte e abortos), roubo de veículo, roubo a pedestre, e roubo à residência (este é um indicador local). Os dados são avaliados em comparativos semestrais.

De acordo com relatório da Polícia Civil, todos os indicadores de violência em Guaíba têm apresentado redução no segundo semestre deste ano, período em que a delegada Karoline Calegari (foto) assumiu a DP de Guaíba. Houve, também, a intensificação das investigações de crimes violentos e de tráfico de drogas, o que é um dos principais fomentadores da criminalidade, com o consequente aumento no número de prisões.

Comparada com as demais delegacias de Polícia da 2ª DPRM, que engloba 15 delegacias, abrangendo os municípios de Eldorado do Sul, Canoas, Sapucaia, Esteio e Nova Santa Rita, a DP de Guaíba, no ano, foi a que mais prisões efetuou, o que a destaca como uma Delegacia com importante trabalho investigativo e operacional.

Prisões, de Junho a Novembro/2019

Homicídio: as prisões tiveram um aumento de 45% no período avaliado.

Tráfico: as prisões tiveram um aumento de 284% no período avaliado.

Roubo: as prisões tiveram um aumento de 1300% no período avaliado.

Total de prisões: computando todas as modalidades típicas, foi registrado um aumento de 203%, comparando com o semestre anterior.

Destaques

Recentemente, conforme divulgado pela Gazeta Centro-Sul, foi desarticulada uma organização criminosa que atuava na Vila IPE, responsável pelo incêndio em um ônibus, que causou grande repercussão social. Nessa operação foram presas 25 pessoas até o momento.

Outro destaque de atuação da DP local foi a elucidação de um complexo feminicídio, em que o corpo da guaibense Patrícia Martins da Silva, 34, moradora da Vila São Francisco, foi localizado na cidade de Pontal (SP). Apesar das dificuldades por envolver diligências em três Estados (RS, SP, e MG), a investigação conseguiu êxito em apurar o fato e encontrar o corpo da vítima num período de 30 dias.

Grandes operações foram realizadas na Vila Nova, Primavera e São Jorge em combate ao tráfico de drogas e contra crimes patrimoniais.

A DP Guaíba, através do Papo de Responsa (programa da Polícia Civil de orientação aos jovens), realizou 18 palestras em escolas este ano, nas cidades de Guaíba e Eldorado do Sul, aproximando a Polícia de aproximadamente mil crianças e adolescentes.

A delegada Karoline Calegari ressaltou que o êxito do trabalho se deve a um conjunto de fatores, destacando a importância da integração entre Polícia Civil e Brigada Militar no Município, bem como a postura firme e contundente do Ministério Público e do Poder Judiciário locais. Ela avaliou, também, que a aproximação com a comunidade contribui sobremaneira com o trabalho da Polícia.

“A equipe de policiais da DP Guaíba é muito eficiente, comprometida e combativa. É deles o mérito pelo excelente desempenho da Polícia Civil no Município”, destacou a delegada.

Calegari concluiu dizendo que está realizando um estudo visando requerer a implantação da 2ª DP no Município, já que é um dos poucos com cem mil habitantes no RS a contar com apenas uma Delegacia de Polícia, tornando a demanda policial exorbitante.

O prédio da nova DP local está quase concluído, depois de vários adiamentos da obra. A expectativa é de que entre em operação no primeiro semestre de 2020.


Motorista de Guaíba foi sepultada em Barra do Ribeiro

A motorista de aplicativo Patrícia Martins da Silva, 34 anos, moradora da Vila São Francisco, foi sepultada em Barra do Ribeiro na quarta-feira,18. Ela havia desaparecido no dia 10 de novembro e teve o corpo localizado, um mês depois, no município de Pontal (SP).

Patrícia teria ido ao Interior de São Paulo para se encontrar com o ex-companheiro, Waltemires Gonçalves Ferreira, que foi encontrado morto em decorrência de um suposto acidente de trânsito em uma rodovia no Estado de Minas Gerais.

De acordo com o IML, a causa da morte de Patrícia é considerada inconclusiva.

Toda a investigação para elucidar o crime foi coordenada pela delegada Karoline Calegari, da DP de Guaíba. Para a Polícia, o mais provável é que tenha ocorrido feminicídio seguido de suicídio.

BM esclarece ação sobre fuga de blitz

Na noite de terça-feira, 17, durante uma operação da Balada Segura, em Guaíba, o motorista de um BMW não obedeceu a ordem de parada e fugiu. De acordo com a coronel Bianca Burger, comandante do CRPO-CS, os policiais militares saíram em perseguição ao veículo, mas não conseguiram interceptá-lo antes que ele entrasse em sua casa, o que impediu a BM de deter o indivíduo por força legal. No entanto, segundo a comandante, o motorista que seria funcionário de um vereador (nome não divulgado) foi devidamente identificado e irá responder por seus atos na Justiça.

A Coronel Bianca disse à Gazeta Centro-Sul que algumas pessoas divulgaram em sites e redes sociais na internet, que não fazem parte da Imprensa profissional, que o indivíduo envolvido na fuga teria sido favorecido pelo comando da BM, o que segundo a oficial se caracteriza como crime de difamação.

A seguir, a Gazeta Centro-Sul publica, na íntegra, a Nota de Esclarecimento enviada pelo comando da Brigada Militar de Guaíba.

Nota da Brigada Militar

“A Brigada Militar de Guaíba vem a público esclarecer comentários em redes sociais sem responsabilidade de seus autores, que fazem acusações criminosas contra a nossa polícia que diariamente arrisca a vida em prol da nossa sociedade.

Na última terça-feira (17/12), a Brigada Militar e os Agentes de Trânsito da Prefeitura Municipal realizavam uma barreira da Balada Segura na avenida 20 de Setembro, onde um veículo BMW desobedeceu a ordem de parada. O condutor deste veículo efetuou manobras bruscas que colocaram em risco os policiais sendo que parou apenas quando chegou na sua casa. O autor destes fatos foi acompanhado por um advogado. O condutor vai responder um Termo Circunstanciado na justiça criminal e mais seis autos de infrações de trânsito, inclusive por se negar a utilizar o etilômetro, carteira de motorista suspensa, veículo sem licenciamento e outros.

Estes fatos geraram comentários irresponsáveis pelas redes sociais dizendo que a Brigada Militar estaria deixando de punir os responsáveis por serem pessoas públicas. Fato inverídico em virtude da documentação que foi confeccionada pelos policiais e agentes, e que pode ser comprovada por qualquer um.

A Brigada Militar de Guaíba se orgulha de tratar toda a sociedade de maneira imparcial, sem nenhuma espécie de benefício em virtude de cargo ou profissão, e considera injustas as alegações que tentam manchar sua imagem.”


Perseguição e prisão na BR-116 em Camaquã

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) fazia fiscalização na BR-116, na manhã de quarta-feira, 18, quando o motorista de um veículo não obedeceu a ordem de parada. Imediatamente, foi iniciada uma perseguição que resultou na prisão do indivíduo.

O suspeito saiu em disparada na BR e ingressou em uma estrada secundária. Na fuga, acabou perdendo o controle do veículo e colidiu contra um poste. Mas não se entregou. Abandonou o carro e continuou fugindo a pé por cerca de um quilômetro até entrar em um açude. O fôlego acabou e finalmente o indivíduo foi preso. Deu trabalho aos policiais.

Ao verificar no sistema, a PRF constatou que o veículo estava com placas falsas e havia sido roubado durante um assalto em Porto Alegre. A Polícia encontrou um revólver calibre 38, municiado, com numeração raspada, no interior do carro usado pelo suspeito, que se encontrava em prisão domiciliar. No bolso da calça do preso foram encontrados quase mil reais em dinheiro. Após os tramites legais o homem foi enviado ao sistema prisional.




Tiroteio e morte na São Francisco

Tiroteio entre grupos rivais resultou na morte de um dos envolvidos. Na madrugada dessa sexta-feira, 20, por volta das 5h30, moradores da Vila São Francisco escutaram barulho de diversos disparos de arma de fogo, na Rua Estância Velha, na Vila São Francisco, Zona Oeste de Guaíba.


O saldo do tiroteio foi a morte de um homem conhecido por Diego. Outro conhecido por Duduti foi levado ferido para o PA. A Polícia investiga o caso.


Foto: LA/Gazeta

Publicado em 21/12/2019.


Últimas Notícias

Região de Guaíba se mantém em bandeira laranja no mapa de distanciamento controlado do RS.

Sete candidatos disputam a Prefeitura de Guaíba. Em Camaquã, são quatro candidatos. Ver edição impressa.

Sperotto (PTB) e Cleusa (MDB) mantêm união para tentar reeleição à Prefeitura de Guaíba.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2020 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados