Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Sexta-feira, 22 de novembro de 2019

18/10/2019 - 14h37min

Polícia

Bandidos queimam ônibus em Guaíba

Compartilhar no Facebook

No início da tarde de segunda-feira, 14, em Guaíba, criminosos atearam fogo em um ônibus da empresa Expresso Assur. O susto foi grande.

O dia chuvoso de aniversário do Município indicava que seria um feriado calmo. No entanto, o que aconteceu próximo ao acesso da Vila do IPE, na Estrada do Conde, gerou muita tensão na comunidade.

Por volta das 13h15, dois homens em uma moto interceptaram um ônibus do transporte coletivo urbano, mandaram os passageiros, motorista e cobrador descerem. Já no interior do coletivo vazio, derramaram combustível que carregavam em um galão e atearam fogo, fazendo com que as chamas se alastrassem rapidamente. De acordo com testemunhas, os criminosos anunciaram que o ataque era em retaliação às ações da Brigada Militar na Vila do IPE. O ônibus ficou totalmente destruído (foto), mas ninguém se feriu.

Esse tipo de ação criminosa tem sido usada por bandidos altamente perigosos, em alguns Estados do País, como represália aos órgãos de Segurança Pública, devido a transferências de presídios dos líderes de facções. Em geral, as ordens para a destruição de veículos do transporte coletivo, viaturas e prédios públicos partem de dentro das penitenciárias, conforme relatos policiais divulgados na Imprensa. Isso teria preocupado sobremaneira a população local. No entanto, a Polícia de Guaíba segue investigando o caso e não há confirmação de que tenha sido uma ação criminosa comandada por traficantes. Há suspeitas de que tenha sido uma represália contra despejos que estariam acontecendo na Vila do IPE.

Nessa sexta-feira, 18, a Gazeta Centro-Sul questionou a delegada Karoline Calegari sobre a autoria e a motivação deste crime. A delegada informou que a investigação está em andamento, mas devido à peculiaridade do caso está sob sigilo. Ela disse que nos próximos dias espera ter uma resposta legal para este crime.



Lei aperta punição ao transporte clandestino

Entrou em vigor no dia 5 de outubro a Lei nº 13.855, que trata do transporte irregular de passageiros. A partir de agora, o transporte pirata será considerado infração gravíssima, podendo o motorista ser punido com sete pontos na carteira e pagar um valor aproximado de R$ 1,5 mil.

A lei altera o Código Brasileiro de Trânsito, tornando mais rigorosa a penalidade aplicada aos motoristas flagrados cometendo a infração. O transporte irregular de estudantes passa agora a ser punido com multa de R$ 293,47, multiplicado pelo fator cinco, o que totaliza R$ 1.467,35, além da remoção do veículo.

Já o transporte remunerado de pessoas ou bens, que antes era considerado infração média, passa a ser gravíssima, sendo punido com multa e remoção do veículo a um depósito.

A Lei foi publicada no Diário Oficial da União em 8 de julho deste ano e passou a valer a partir do dia 5 de outubro.



Furtaram defensivos agrícolas em fazenda no Interior de Arambaré

Ladrões aproveitaram a madrugada chuvosa e escura no Interior de Arambaré, na quarta-feira, 16, para furtar uma grande quantidade de defensivos agrícolas, retirados de um galpão que foi arrombado. O furto só foi descoberto de manhã. O prejuízo estimado é de aproximadamente R$ 140 mil.

A Delegacia Regional da Polícia Civil de Camaquã investiga o caso.


Foto: JORGE KRIGGER


Publicado em 19/10/2019.


Últimas Notícias

MP cria a Rede Ambiental de Guaíba para tratar das questões do meio ambiente. Próximo encontro, dia 11/12, às 14h na sede do MP.

Nesta segunda, dia 18, na Câmara Municipal de Guaíba, às 18h, audiência pública sobre o futuro Hospital Regional.

Vereador de Guaíba, Jonas Xavier, passou mal em sessão solene na quarta, 13, e foi hospitalizado. Está em observação.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2019 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados