Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Domingo, 17 de novembro de 2019

24/06/2019 - 14h03min

Polícia

Tiro na Câmara de Vereadores de Guaíba

Compartilhar no Facebook

Enquanto era realizada a sessão da Câmara Municipal de Guaíba, na terça-feira, 18, uma discussão entre vigilantes, na cozinha do prédio do Legislativo, resultou em um disparo de arma de fogo. A Brigada Militar foi acionada e chegou rapidamente no local. O registro de tentativa de homicídio foi feito na Delegacia de Polícia Regional de Canoas.

De acordo com o auto de prisão em flagrante, que a Gazeta Centro-Sul teve acesso, a vítima declarou que trabalha de vigilante na Câmara de Vereadores de Guaíba há um ano e meio pela empresa Portal Sul. Disse que nos últimos trinta dias vinha se desentendendo com seu colega de trabalho, da mesma empresa, devido aos atrasos do mesmo, o que foi relatado ao chefe superior. Isso, segundo a vítima, deixou o colega muito alterado.

No início da noite de terça-feira, às 18h35, no momento da troca dos vigilantes, durante a passagem do material de trabalho (o revólver calibre 38 fica com o vigilante em serviço), o acusado teria colocado uma das mãos nas costas do colega e com a outra apontou o revólver para o peito da vítima, dizendo que lhe daria um tiro, momento em que a vítima conseguiu virar o cano da arma para o lado e foi feito o disparo. A bala bateu na porta de um armário, ricocheteou e foi parar embaixo da mesa, sem atingir ninguém. Por pouco o tiro não acertou um botijão de gás, o que poderia causar uma explosão no prédio do Legislativo Municipal. A vítima contou que saiu correndo, pegou sua moto e ligou para a Brigada Militar.

Enquanto a confusão acontecia na cozinha, a sessão da Câmara seguia normalmente no andar de cima, com muitas pessoas no plenário, sem que ninguém percebesse o que se passava, nem mesmo assessores que estavam em outras dependências do prédio.

Desdobramentos do Caso

A Gazeta Centro-Sul buscou o posicionamento da Presidência do Legislativo sobre o caso. A procuradora da Câmara Municipal, Júlia Zanata Dal Osto, disse que foi aberto um procedimento para apurar a responsabilidade da empresa contratada no ano passado por meio de licitação. Ela informou que que não houve prejuízo na prestação do serviço, tendo em vista que o vigilante foi prontamente substituído. No entanto, ressaltou que o contrato estava sendo analisado para ver como aplicar possível penalidade pelo ocorrido. De acordo com a procuradora, o vigilante acusado de disparar contra o colega estava devidamente regularizado e habilitado para usar arma de fogo.


Depois de matarem adolescente, acabaram presos em Butiá

A Polícia Civil, na terça-feira, 18, por volta das 8 horas, prendeu em flagrante três suspeitos de autoria do homicídio de um adolescente. O crime ocorreu durante a madrugada, em São Gabriel.

Os suspeitos foram interceptados com auxílio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Butiá, durante fuga em direção a Porto Alegre. Eles estavam em um Fiat/Argo roubado em 15 de junho na Capital.

De acordo com a Polícia, o motivo do crime estaria relacionado ao tráfico de drogas. Há suspeitas de que a vítima foi morta por engano.

A ação foi realizada pela Delegacia de São Gabriel, com apoio da Brigada Militar e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).


União de forças pela manutenção do quartel do 31º BPM em Guaíba

Na quarta-feira, 19, foi realizada uma reunião com membros da Frente Parlamentar pela Manutenção do 31º Batalhão de Polícia Militar em Guaíba, presidida pelo vereador João Collares, que estava acompanhado pelos vereadores Fernanda Garcia, Everton da Academia, Jorge da Farmácia, Florindo Motorista e alguns assessores (foto). O encontro foi com a comandante do Comando Regional de Policiamento Ostensivo Centro-Sul (CRPO-CS), coronel Bianca Burger (não aparece na foto) e com o comandante do 31º BPM de Guaíba, Tenente-coronel França.

Na pauta da reunião, foram debatidas alternativas para a construção de um novo quartel para o Batalhão, bem como a locação de um espaço alternativo até o final da obra, considerando que as instalações atuais do 31º BPM, no Bairro Bom Fim, Zona Oeste de Guaíba, encontram-se sem condições adequadas. Entre os maiores problemas estão os alagamentos, devido ao prédio estar localizado em área alagadiça.

Os vereadores da Frente Parlamentar apresentaram requerimento ao Executivo, solicitando a cedência de uma área, por meio de projeto de lei, para a Brigada Militar construir uma sede para o 31º BPM.

“É hora de pensarmos não como situação ou oposição, mas unindo forças para deixar este legado para a cidade de Guaíba”, ressaltou a vereadora Fernanda Garcia.

Foi ratificada a necessidade de saída imediata das atuais acomodações do Batalhão, tendo em vista os problemas na rede de energia elétrica em decorrência das inundações nos dias de chuva. Para a mudança imediata, é necessário alugar um prédio até a conclusão da obra do novo quartel.


De acordo com o vereador João Collares, para que o Município assuma a responsabilidade de custeio do aluguel, nos mesmos moldes como é feito em Guaíba com o Corpo de Bombeiros, é preciso que o Executivo encaminhe projeto de lei para a Câmara, assinando um convênio com o Estado.

Outra alternativa apontada por Collares é firmar uma Parceria Público-Privada (PPP), por meio da Lei Estadual de Incentivo à Segurança, aprovada no final do ano passado. A Lei autoriza a empresa a abater até 5% do ICMS devido em caso de investimento na Segurança Pública.

A Frente Parlamentar convidou as entidades Acigua, CDL, CRA, OAB e Creci para compor o grupo de trabalho a fim de solucionar o problema. O objetivo é evitar que o 31º BPM mude a sede para outro município da Região.


Preso com mais de 400 pedras de crack

Na madrugada de domingo, 16, por volta das 2 horas, a Brigada Militar de Guaíba deslocou viaturas até a Rua 14, na Vila São Jorge, para averiguar denúncia de tráfico de drogas. Ao chegarem no local, os PMs fizeram um cerco policial. Um suspeito tentou fugir pulando muros e cercas, mas foi perseguido e acabou detido. Segundo a BM, na abordagem do indivíduo, que possui antecedentes policiais por tráfico e outros crimes, foram encontradas com ele 429 pedras de crack prontas para a comercialização e a quantia de R$ 1.493,45 em espécie. Após buscas no entorno, foram localizadas mais duas pedras de crack a serem fracionadas, dois pinos de substância semelhante a cocaína, um caderno de anotações, três rolos de papel alumínio, uma faca, duas lâminas de Gillette e dois aparelhos celulares. Diante do exposto, o indivíduo recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Polícia.




Foto: LA/Gazeta

Publicado em 22/6/2019.


Últimas Notícias

Vereador de Guaíba, Jonas Xavier, passou mal em sessão solene na quarta, 13, e foi hospitalizado. Está em observação.

Matéria sobre o PA e o novo hospital de Guaíba na versão impressa deste sábado, 2.

Campeonato de Skate Dowhill, em Guaíba, neste domingo. Av. Dona Frutuosa.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2019 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados