Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Quarta-feira, 27 de maio de 2015

25/05/2015 - 10h43min

Polícia

Aumento de Homicídios

Compartilhar no Facebook

Média de homicídios dobra em relação ao ano passado.

Delegada Sabrina recebeu o secretário Estadual de Segurança Pública, Wantuir Francisco Brasil Jacini

Por Fábio Araujo

Em tempos de autoridades das polícias Civil e Militar fazerem alertas sobre o descaso do Governo do Estado para com a Segurança Pública (ver carta aberta na página 6); no período em que o Município teve considerável inchaço populacional; em que o tráfico e o consumo de drogas parecem cada vez mais enraizados no seio da sociedade; e os bondes aumentando seu poder de força, eis dois dados alarmantes: o mês de maio ainda não terminou e o número de assassinatos em Guaíba quase supera o total do ano de 2014, quando houve registro de 27 homicídios.

Outro fator que preocupa as autoridades é a facilidade de se conseguir uma arma em Guaíba. Conforme a titular da DP do Município, Sabrina Dóris Teixeira, mesmo com o intenso trabalho de sua equipe, os bandidos têm grande facilidade para conseguir armas.

Média mensal de homicídios dobrou

Feita uma média simples, nestes meses de 2015, é assassinada uma pessoa por semana em Guaíba, número muito acima do que vinha ocorrendo nos últimos anos. Na média mensal, mais que o dobro de 2014.

Os dados preocupam autoridades, que buscam soluções agindo com o contingente de pessoal disponível – abaixo do necessário. As condições estruturais também dificultam o trabalho das polícias.

Consumo e Tráfico de Drogas

De acordo com as autoridades policiais, as principais causas da violência continuam sendo o tráfico e o consumo de drogas. Outro temor é o grande envolvimento de adolescentes em crimes contra a vida e nos chamados “bondes”, que vêm assustando as comunidades de alguns bairros de Guaíba.

Em entrevista à Gazeta Centro-Sul, o chefe do Setor de Investigações da Polícia Civil, Leonardo Gardel, explicou que grande parte dos homicídios ocorridos no Município tem ligação com o consumo e o tráfico de drogas. “Os índices de latrocínios são muito baixos aqui em Guaíba, a maioria dos crimes é relacionada ao tráfico”, argumentou o policial.

Segundo Gardel, apesar do número de homicídios andar alto, ele acredita que esta seja uma realidade em todo o País. “Não é só em Guaíba que está acontecendo isso. Já tivemos anos com mais de 40 homicídios na Cidade; depois, conseguimos uma diminuição, mas agora aumentou de novo. É uma realidade em todo o Brasil”, observou.

Pressão Política

Lideranças de Guaíba têm prestado solidariedade às autoridades policiais já faz tempo, reconhecendo o trabalho desenvolvido no Município. E há promessas de intensificar a pressão política para melhorar as condições de trabalho nos órgãos de segurança. No entanto, ainda com pouco resultado prático.

Secretário visita DP de Guaíba

Na tarde dessa sexta-feira, 22, a Gazeta Centro-Sul acompanhou a visita de cortesia do secretário Estadual de Segurança Pública, Wantuir Francisco Brasil Jacini, e sua comitiva ao prédio da Delegacia de Guaíba, localizado na Rua Serafim Silva, no Centro.

O Secretário Jacini conheceu as dependências da Delegacia e ficou surpreso com a precariedade do ambiente de trabalho no Município.

A Delegada Sabrina salientou a importância da visita do secretário, ressaltando que foi lembrada a necessidade de reformas no prédio atual e também da construção da nova delegacia, conforme promessas antigas.

As Preocupações da Delegada

Encerrada a visita da comitiva da Segurança Pública, a Delegada Sabrina concedeu entrevista exclusiva à Gazeta Centro-Sul, considerando positiva a “visita surpresa” do secretário. Durante a entrevista, fez um alerta: está muito fácil comprar armas em Guaíba. Além deste fato, ela avalia que outra preocupação é a de que muitos jovens estão andando armados no Município. “Eles acabam resolvendo seus problemas na bala”, lamentou.

Apesar da facilidade na compra de armas, a Delegada garante que o trabalho, em parceria com a Brigada Militar, segue intenso. “A BM esta realizando prisões, nós pedimos preventivas e o trabalho está sendo feito”, garantiu.

Sabrina Teixeira salientou, ainda, que mais de 80% dos homicídios ocorridos neste ano estão com autoria esclarecida. “Apesar dos índices estarem mais altos, o nível de esclarecimento continua muito bom”, observou.

Uma das dificuldades encontradas no período de investigações, de acordo com a Delegada Sabrina, é que muitas pessoas têm medo de dar testemunho. “Em casos de tentativa de homicídio, tem vezes que a própria vítima não quer colaborar”, argumentou.

Reforma no Prédio Atual

Conforme o secretário de Segurança Pública teve oportunidade de constatar, as instalações da Delegacia de Polícia continuam em situação precária. A questão do projeto do novo prédio foi citada durante o encontro, mas sem qualquer novidade prática.

Enquanto a nova DP não sai do papel, essa semana, porém, tiveram início as obras de reforma no plantão da Delegacia. Com isso, o acesso ao público está ocorrendo pela porta lateral, localizada na Rua Serafim Silva.

A expectativa é de que a reforma esteja concluída na próxima semana. O montante para a execução do projeto foi disponibilizado pela Celulose Riograndense. “As condições dos nossos trabalhadores continuam precárias, mas com essa reforma poderemos oferecer um melhor atendimento à população. O plantão terá até ar condicionado”, observou Gardel. “Esta foi uma forma que encontramos de atender um pouco melhor a nossa população. Vai dar uma melhorada boa”, assegurou a Delegada Sabrina.

Mais uma Execução

O vigésimo quinto homicídio desse ano, em Guaíba, aconteceu na noite de sexta-feira, 15, por volta das 21h15, na Avenida Lupicínio Rodrigues, Bairro Cohab. Depois de um tiroteio em via pública, Patrick Boeira Vidal, de 27 anos, foi executado. A Polícia investiga o caso e já tem uma linha bem avançada, contudo não foram revelados detalhes do ocorrido. Segundo a Civil, a vítima tinha envolvimento com drogas.

Com mais esta execução, o “Município Berço da Revolução Farroupilha” chega ao preocupante número de 25 assassinatos em apenas cinco meses (média mensal de cinco mortes). No ano de 2014, aconteceram 27 mortes nos doze meses (média mensal aproximada de duas mortes).

Outras Notícias de Polícia

Três presos com arma e colete na Castelo Branco

Na madrugada de terça-feira, 19, três homens foram presos após serem flagrados com um colete a prova de balas e uma espingarda calibre 12 em um automóvel Gol, na Avenida Castelo Branco, no Bairro Moradas da Colina. Segundo à Polícia, foram apreendidas 51 munições de calibre 9 mm, 16 munições de espingarda calibre 12, e um carregador de pistola 9 mm. Após os trâmites, o trio foi encaminhado ao sistema carcerário.

Ataques a ônibus preocupam

Essa semana, uma nova onda de ataques a ônibus ocorreu em Guaíba. Pelo menos cinco ocorrências foram registradas em diversos bairros da cidade. A forma de atuação é basicamente a mesma, sendo geralmente roubada uma pequena quantia em dinheiro.

O chefe do Setor de Investigações da Polícia Civil, Leonardo Gardel, salientou que os supeitos já estão identificados pela a Polícia. Além disso, aguarda que mais vítimas reconheçam os assaltantes para que seja representada a prisão preventiva dos mesmos.

Publicado em 23/5/15.


Últimas Notícias

No sábado, dia 30, será realizado o tradicional evento ecológico da Toyota, no Parque da Juventude, Centro de Guaíba. Entrada Gratuita.

Floresta de pinus, ao lado da via paralela a BR, deverá ser desbastada para evitar novos acidentes. IPE promete ação para resolver problema.

Na quarta-feira, forte vazamento de dióxido de cloro na CMPC atingiu 16 trabalhadores. Foram atendidos no PA e Unimed e liberados.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2015 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados