Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Quinta-feira, 18 de outubro de 2018

08/10/2018 - 15h45min

Perspectiva

Compartilhar no Facebook

enviar email

Que Deus ilumine nossa digitação!

Aproxima-se a hora de fazermos nosso dever de cidadão. É chegado o momento em que, mais uma vez, decidiremos o futuro da gestão política do nosso país, passando uma “procuração” aos nossos escolhidos para que governem e legislem por quatro anos. Os eleitores brasileiros escolherão, através do voto, o novo presidente da república, governadores dos estados, senadores, deputados federais e deputados estaduais. Nessa conjuntura, é imprescindível pensar bem sobre esse compromisso com a nação brasileira.

Outro ponto a refletir é sobre o velho “mantra” extremamente difundido, de que todos os políticos são corruptos. Esse é um complô de segmentos não democráticos que tem como objetivo desarticular a participação cidadã.

Lembrem, nós somos a nação e são as nossas escolhas que vão definir o futuro do Brasil. Antes de votar, devemos fazer uma análise de nossos escolhidos e o que representam. Reflitam bem! Digitem com consciência!

Volto a insistir que é fundamental entendermos o poder do voto e o significado que a política tem em nossas vidas. É uma conquista que deve ser usada com critério e responsabilidade. O processo eleitoral é o momento crucial da democracia onde definimos os rumos da nação. Assim, participar e fazer escolhas bem pensadas é uma atitude necessária e importante no exercício da cidadania. Se fizermos escolhas equivocadas, teremos que esperar quatro anos para corrigir o erro. Pense bem! Valorize seu voto!

A preservação e o aprimoramento da democracia necessitam da cidadania crítica. Reforço a afirmação de que a política tem que fazer parte das nossas vidas, assim como a efetiva participação cidadã. Isso pode mudar os rumos do país. Além disso, nossa ação cívica não pode ser restrita ao voto. Tem que ser extensiva ao acompanhamento, fiscalização e controle sobre tudo que ocorre em nossa cidade, estado e país. Temos que participar da gestão da “coisa pública”. O Estado ao povo pertence! Então vamos tomar posse!

Valorizar o voto é fazer escolhas de forma consciente. Volto a destacar alguns questionamentos importantes antes de definir os escolhidos. Primeiro quesito é saber quem são os candidatos, quais suas histórias e trajetórias políticas. Depois, analisar se há coerência entre o que eles pensam, dizem e fazem. Quais suas propostas (projetos) e quem está nas suas bases de apoio.

Por fim, sendo que a situação política brasileira está muito complicada, se faz fundamental a efetiva presença do povo nessas eleições. É essencial que tenhamos critério ao decidir o voto e consciência do momento decisivo para o Brasil. Meu desejo, nessa hora, é que DEUS ilumine nossa “digitação”!

“A vida é fruto da decisão de cada momento. Talvez seja por isso, que a ideia de plantio seja tão reveladora sobre a arte de viver. Viver é plantar. É atitude de constante semeadura, de deixar cair na terra de nossa existência as mais diversas formas de sementes.” (Padre Fábio de Melo).

Túlio Carvalho

[email protected]

Publicado em 5/10/2018.

Últimas Notícias

Está marcada para a tarde desta quarta-feira, 17, sessão extraordinária na Câmara de Guaíba para julgamento do Vereador Bento (MDB).

Leandro André faz análise sobre as eleições no País e na Região Centro-Sul.

Votação em Guaíba. Maranata: 6.723; Cláudia Jardim: 6.111; Cel. Quadros: 3.587; Alex: 2.583; M. Volnei: 807

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2018 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados