Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Tera-feira, 25 de junho de 2019

31/07/2017 - 09h48min

Painel Econômico

Compartilhar no Facebook

enviar email

Ainda em Primeira

Sabe quando tu estás de carro 1.0, com o ar-condicionado ligado e começa a subir a “lomba do Banco do Brasil”? Pois é, parece que a economia do nosso País está assim, ainda não conseguimos embalar para engatar a segunda marcha. Subindo é verdade, mas ainda estamos na primeira.

A inflação parece estar controlada, índices muito baixos nos últimos meses, o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) registou alta de apenas 0,05% em junho, e no ano está acumulado em 0,99%. Mas já temos uma expectativa de maiores taxas para os próximos meses, com a ajuda deste aumento dos combustíveis e também com o reajuste da energia elétrica que deve mudar de bandeira nos próximos meses.

Outro índice favorável é a queda na taxa de juros, a Selic. Pela primeira vez, desde 2013, fica abaixo de dois dígitos, fechando em 9,5% esta semana. Além disso, o Banco Central sinaliza para possíveis novas reduções.

Mas a recuperação da economia ainda é muito lenta, apesar destes bons indicadores as previsões de crescimento do PIB para 2017 e 2018 já foram ajustadas para baixo.

As Incertezas Continuam

Apesar de alguns indicadores pontuais apresentarem recuperação, o Brasil ainda vive um momento de muitas incertezas, a instabilidade política já é quase uma “normalidade”. Ninguém consegue arriscar se o presidente encerra o seu mandato, se renuncia antes ou se denúncias levarão ao seu afastamento. Embora nós já estejamos acostumados com tudo isso, pois é difícil hoje alguém se surpreender com algum escândalo na política, este cenário não é bom para a economia. Investir em economias instáveis não é algo que agrade os detentores do capital. E ninguém duvida que o País precisa de muitos investimentos, principalmente em infraestrutura, para conseguir o desenvolvimento esperado.

As Reformas

A trancos e barrancos, ou melhor dizendo, a liberação de verbas e nomeações de cargos, o presidente Temer está conseguindo fazer algumas reformas. Há muitos anos se fala em reforma trabalhista, em aumentar a competitividade das empresas e reduzir o custo das contratações. Não sei qual será a efetiva contribuição desta reforma para a nossa economia, mas acredito que era necessário reformar algumas leis trabalhistas. O futuro dirá se esta reforma ajudou o desenvolvimento econômico ou não, meu palpite é que ajudará um pouco.

Márcio Silveira

[email protected]

Publicado em 29/7/2017.

Últimas Notícias

Espetacular a exposição de carros antigos que acontece neste domingo no Centro de Guaíba. Evento segue até as 17h.

Tiro na Câmara de Vereadores de Guaíba. Confira na versão impressa.

Secretário de Mobilidade Urbana de Guaíba, Alex de Oliveira, foi demitido depois de seis meses no cargo.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2019 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados