Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Quinta-feira, 03 de dezembro de 2020

27/07/2020 - 09h56min

Inaugurado o Hospital de Guaíba no dia 21 de julho

Compartilhar no Facebook

Solenidade histórica aconteceu em frente ao prédio da instituição, denominada de Berço Farroupilha

Depois de cinco anos sem atendimento hospitalar pelo Sistema Único de Saúde (SUS), Guaíba começa a retomar um serviço muito esperado pela comunidade.

Na tarde de terça-feira, 21 de julho, foi inaugurada uma ala do Hospital Berço Farroupilha, em Guaíba. Nesta etapa, são dez leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e 30 leitos clínicos. No período de pandemia, todos serão destinados ao atendimento de pacientes com Covid-19, tanto para moradores de Guaíba como de outros municípios do Rio Grande do Sul.

Em entrevista à Gazeta Centro-Sul, Ane Beatriz Nantal, coordenadora da Regional de Saúde do Estado, informou que o paciente de Guaíba, diagnosticado pelo médico com sintomas de Covid-19, tem prioridade, é internado direto no leito clínico; se agravar, vai para a UTI. Pacientes de fora do Município dependem do sistema de regulação do Estado, priorizando a região mais próxima.

O Governo do RS afirmou que, enquanto os leitos de Guaíba não receberem habilitação do Ministério da Saúde (primeiro abre para depois solicitar a habilitação), serão disponibilizados recursos estaduais para custear o serviço. Após a pandemia, o Hospital Berço Farroupilha deverá contar com maternidade e outras especialidades clínicas de baixa e média complexidade.

Custo Mensal

O atendimento hospitalar é 100% SUS e tem custo inicial estimado em aproximadamente R$ 1 milhão por mês. A despesa será dividida entre os governos Federal, Estadual e Municipal. Os repasses mensais serão nos valores de R$ 385 mil do Governo do Estado, mais R$ 480 mil para custeio dos leitos de UTI até a habilitação pelo Ministério da Saúde. Além disso, serão destinados R$ 115 mil da Prefeitura de Guaíba.

O contrato é do Estado com a administradora do Hospital, Associação Mahatma Gandhi, instituição sem fins lucrativos contratada pelo Município por meio de processo seletivo. Até o dia 21 de julho, a Instituição operava no Pronto Atendimento (PA).

O Hospital, que entrou em atividade oficialmente às 7 horas de quinta-feira, 23, fica localizado na Rua São Paulo, nº 800, Bairro Parque 35, área central da Cidade.

Foram contratados 150 profissionais de saúde, entre médicos intensivistas, enfermeiros, técnicos e funcionários.

De acordo com a Prefeitura, na manhã de quinta-feira (primeiro dia), cinco pacientes de Guaíba tinham sido internados.

O nome “Berço Farroupilha” é alusivo à Revolução Farroupilha, que teve parte de seu planejamento em Guaíba (Pedras Brancas), de onde partiram os revolucionários, iniciando o confronto com o Império no dia 20 de setembro de 1835.

Apoio da CMPC

Cerca de 70% do prédio foi adaptado pelo governo de Henrique Tavares, que adquiriu, também, alguns equipamentos. No Governo Sperotto, foi realizado o projeto, firmadas parcerias, comprados novos equipamentos e concluídas as instalações de acordo com a legislação, com apoio da CMPC. A empresa investiu cerca de R$ 4 milhões na obra.

"Nos dez anos que estamos em Guaíba, construímos muitas iniciativas importantes em conjunto com a comunidade. Nesse momento de desafio na Saúde, em que as ações solidárias se tornam ainda mais necessárias, nada mais genuíno do que unirmos esforços com o poder público para ampliarmos a assistência à população, especialmente com a oferta de mais leitos hospitalares", destacou Mauricio Harger, diretor-geral da CMPC.

Solenidade de Inauguração

Cerca de trezentas pessoas participaram da solenidade de inauguração, que aconteceu em frente ao prédio (área aberta) devido à pandemia. Apesar da solicitação para que fosse respeitado o distanciamento social (marcas no chão), algumas pessoas se aglomeraram. Todos usavam máscaras e funcionárias aplicavam álcool em gel nas mãos dos presentes.

O evento histórico começou com 50 minutos de atraso. A organização aguardava as presenças do ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, e do governador do Estado, Eduardo Leite, que não compareceram, alegando que os compromissos em Porto Alegre se estenderam. A secretária Estadual da Saúde, Arita Bergmann, chegou após o encerramento da solenidade.

O governador Eduardo Leite, acompanhado do vice, Ranolfo Vieira Júnior, visitou as instalações na manhã de quarta-feira, 22, quando ratificou seu compromisso de manter o Hospital aberto após a pandemia.

O prefeito José Sperotto começou seu discurso bastante emocionado. Com a voz embargada e lágrimas nos olhos, Sperotto ressaltou que foi uma luta intensa até a abertura do Hospital. Disse que, se não estivesse focado, teria “chutado o balde” devido às dificuldades. Ele agradeceu sua família pelo apoio incondicional; ao secretário de Saúde, Jocir Panazzolo, pelo empenho; à CMPC, pela contribuição com recursos financeiros para finalizar as obras; à Câmara Municipal, que deu respaldo legal a todo o processo; e ao Governo do Estado, pela parceria.

O prefeito José Sperotto dividiu o palanque com a primeira-dama Márcia Sperotto; a vice-prefeita Cleusa Silveira; o secretário de Saúde Jocir Panazzolo; o presidente da Assembleia Legislativa do RS, deputado Ernani Polo; e o diretor-geral da CMPC, Mauricio Harger.

Prestigiaram o evento (convites restritos devido à pandemia), autoridades civis e militares locais; vereadores; representantes da Associação Mahatma Gandhi; secretários e diretores municipais; profissionais de Saúde; servidores; e Imprensa. A Brigada Militar garantiu a segurança do evento com significativo efetivo, e os agentes da Mobilidade Urbana controlaram o trânsito de veículos, que foi interrompido no entorno do Hospital durante a solenidade.

Discurso do Prefeito

Confesso a vocês que sonho com este dia desde janeiro de 2017, tão logo assumimos o compromisso de cuidar de Guaíba e dos guaibenses. Por isso, hoje é um dia muito especial. Um daqueles dias que fazem tudo valer a pena.

Para quem esperava há tantos e tantos anos por um hospital público 100% SUS e pela tão sonhada maternidade, o tempo sempre pareceu correr contra o relógio. Mas se olharmos em perspectiva, na nossa gestão, tudo aconteceu com celeridade e responsabilidade. Foram três anos reformando o prédio, fazendo instalações de esgoto, de gás, de prevenção de incêndio, mobiliando e comprando equipamentos de qualidade. Contudo, o mais difícil ainda estava por vir, que seria a manutenção do nosso hospital aberto para sempre. E, para isso, trabalhamos duro na contratualização com os governos do Estado e Federal. Se não fosse assim, nenhum município conseguiria manter um hospital aberto.

Enfim, se fosse fácil, Guaíba já teria conquistado o hospital muito antes.

Com fé em Deus, o percalço vira motivação. E assim fomos lutando dia após dia. Mas eu não estava sozinho. Ao meu lado, estavam a minha família, o secretário Jocir, a minha vice Cleusa e todos os colegas de gestão. Gente valorosa que comprou esta briga comigo. E preciso fazer um agradecimento ao governador Eduardo Leite e sua equipe, em especial à Secretária Arita, e a nossa CMPC, representada pelo amigo e diretor-geral Maurício Harger. Sem a compreensão e o engajamento de todos que acreditaram e contribuíram muito para a realização deste sonho, não estaríamos aqui hoje. Saibam que vocês fazem parte dessa história.

Não vou negar que, muitas vezes, o negacionismo de muitos e o uso político de alguns geram cansaço e abatimento. Mas, sem jamais perder a fé em Deus, estou feliz de saber que o esforço está sendo recompensado.

Guaibense, pode te orgulhar, temos o nosso hospital 100% SUS, quero ressaltar que este sonho é de vocês, comunidade guaibense, que neste momento está se realizando. Serão inicialmente 40 leitos para o atendimento de pacientes com o coronavírus, sendo 30 leitos clínicos e 10 de UTI, numa ampliação dos esforços que estamos fazendo para cuidar de todos nós neste momento de pandemia. E assim que tudo isso passar, teremos a nossa maternidade! Sim, a tão sonhada e esperada maternidade, que contará com mais 42 leitos, totalizando 82.

E o nome não poderia ser mais apropriado: Hospital Berço Farroupilha. Porque lutar é a nossa vocação. E conquistar é o nosso destino. Que Deus nos abençoe. Muito obrigado!

José Sperotto – Prefeito de Guaíba

Foto: LA/GAZETA


Publicado em 24/7/20.


Últimas Notícias

Destaque em Guaíba - Votação do Professor Bruno (PSOL): 794 votos. Não se elegeu devido ao quociente eleitoral.

PTB elege 5 vereadores em Guaíba; PP (2); PDT (2); DEM (2); MDB, PT, PSL, PSDB, SOLID e REP um cada.

Oficial. Maranata eleito prefeito de Guaíba com diferença de 212 votos. Maranata 38,62% e Sperotto 38,18% dos votos.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2020 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados