Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Quarta-feira, 20 de maro de 2019

08/03/2019 - 15h12min

Imposto de Renda Solidário

Compartilhar no Facebook

Projari é uma das muitas entidades que podem ser beneficiadas

Um dos assuntos que mais geram dúvidas neste período do ano é o Imposto de Renda (IR). Até o dia 30 de abril, os contribuintes devem fazer a sua declaração no site da Receita Federal. O que poucos sabem é que além de cumprir a obrigação civil, essa é uma ótima oportunidade para destinar até 3% do IR para apoiar projetos e instituições sociais.

Ao optar pela declaração no modelo completo, parte dos recursos que iriam para a Receita Federal podem ser destinados para o Fundo da Infância e Adolescência (FIA). “Quanto mais pessoas souberem que podem contribuir, mais projetos serão beneficiados. O valor que já seria pago à Receita de qualquer maneira vai viabilizar projetos que transformam muitas realidades”, explicou o gerente de marketing e mobilização de recursos da Rede Marista de Solidariedade, Rodolfo Schneider.

As doações podem contribuir para a rotina de crianças e adolescentes que participam de projetos sociais. Confira o passo a passo para efetivar a doação em www.impostosolidario.org.br

Mesmo sendo uma atividade realizada todos os anos, ainda existem muitas dúvidas sobre o processo de doação. Confira cinco mitos e verdades sobre o imposto solidário.

Mito e Verdades

1.As doações podem ser feitas por pessoa física e jurídica

Verdade. Para pessoas físicas a destinação pode ser de até 3% do Imposto, seja ele devido ou para restituição. Já para pessoas jurídicas a empresa tributada pelo Lucro Real pode redirecionar até 1% do seu imposto devido.

2.O valor seria pago de qualquer maneira

Verdade. A doação do Imposto de Renda para ONGs e instituições sai do percentual que já seria pago de qualquer forma à Receita Federal. Ou seja: você não gasta nenhum um centavo a mais e ainda contribui para projetos transformadores e com impacto social.

3.Doar é muito complicado

Mito. A doação é feita pelo sistema da Receita Federal e é bem simples: todos os contribuintes que optam pelo modelo completo de doação devem preencher o formulário, escolher o fundo no qual o projeto da instituição desejada está inscrito (municipal ou estadual), calcular na própria declaração o potencial de doação, escolher o valor a ser doado, emitir e pagar a DARF até o dia 30 de abril. Depois é só enviar um e-mail com a confirmação da doação para a instituição desejada e o representante do conselho escolhido informando o nome do projeto. Com apenas alguns cliques a sua solidariedade passa adiante.

4.Poucas pessoas doam o Imposto no Brasil

Verdade. Segundo dados da Receita Federal menos de 5% das pessoas que poderiam fazer a doação destinam o valor para as instituições sociais.

5.É possível acompanhar o projeto que recebeu a doação

Verdade. Na hora de destinar o valor, você pode escolher uma instituição que conhece e confia. Não é somente uma participação financeira, trata-se de uma contribuição efetiva e cidadã.

Foto: ARQUIVO/GAZETA

Publicado em 9/3/2019.


Últimas Notícias

Novo site da Gazeta Centro-Sul deverá entrar no ar entre março e abril deste ano.

Projeto de mineração de carvão em Eldorado do Sul gera preocupação de moradores.

A advogada Paula Almeida foi nomeada diretora de Licenciamento Ambiental de Guaíba.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2019 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados