Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Tera-feira, 25 de junho de 2019

08/10/2018 - 14h42min

Escola sem teto e sem aula na Zona Sul de Guaíba

Compartilhar no Facebook

Os alunos da Escola Municipal Máximo Laviaguerre, localizada na Zona Sul de Guaíba, estão sem aula. O telhado foi retirado para a reforma do prédio e com as chuvas dos últimos dias o trabalho teve de ser paralisado. Segundo o Sindicato dos Professores Municipais de Guaíba (SPMG), móveis e equipamentos não foram devidamente protegidos e estão estragando.

O que diz a Prefeitura

A Secretária Municipal de Educação, Virgínia Guimarães, enviou a nota que segue.

“Em 2017, iniciamos um processo de unificação das Escolas Liberato, que atendia 86 crianças, e Máximo, que atendia 145 alunos. Estas escolas ficavam a menos de 1km de distância uma da outra. A unificação aconteceu com a participação de toda a comunidade, com garantias de melhorias no prédio onde hoje está a Escola Máximo.

Uma minoria da comunidade escolar da Liberato não concordou com os encaminhamentos e buscou no Ministério Público para paralisar todo o processo. Neste período já estávamos com o projeto e a documentação prontos para iniciar a licitação para a obra de reestruturação do espaço. Mesmo sabendo que havíamos feito tudo dentro das exigências legais, fomos obrigados a aguardar a definição do MP, que só chegou no final do mês de janeiro de 2018. Tão logo recebemos o retorno do MP, entramos com a solicitação da licitação.

Desde o início deste processo de unificação a SME buscou as comunidades escolares para deixar bem clara a proposta.


Entre as etapas do planejamento estava a utilização das dependências do CRAS da zona sul, parceria construída entre SME e SMAS. Assim, enquanto o espaço da escola não estivesse com todos seus ajustes prontos, os alunos, no turno inverso às aulas, teriam a realização das oficinas no CRAS. E assim iniciamos o trabalho em 2018. Foram feitos ajustes e adaptações nas rotinas. A equipe diretiva da Escola e assessorias técnica e pedagógica da SME foram construindo alternativas para melhorar a forma de atendimento e garantia da qualidade do trabalho pedagógico. Em determinado período, a direção da Escola Máximo trouxe o desejo e a solicitação de não mais utilizar as dependências do CRAS, apresentou justificativas e fez os encaminhamentos para, então, assumir todas as atividades somente nas dependências da Escola Máximo. Mesmo sabendo que aconteceria a obra.

O contrato com a empresa MV Rosa Construtora e Pavimentadora LTDA foi assinado no dia 5/06/2018, tendo prazo de 6 meses a contar da data da assinatura para a execução. O valor total da obra: R$ 347.729,73.

A obra iniciou e a empresa solicitou à direção e ao engenheiro responsável que no mês de setembro não tivessem aulas durante uma semana para que se mudasse o telhado. A Escola, mais uma vez, chamou a comunidade escolar e através do Conselho Escolar apresentou e aprovou uma alteração no calendário. Prevendo assim os dias letivos que teriam paralisados e as datas de recuperação dos mesmos. Infelizmente, ocorreram chuvas justamente nestes dias; não impedindo o trabalho, mas dificultando e atrasando o ritmo de realização.


Hoje, a Escola Máximo possui 220 alunos entre Educação Infantil (4 e 5 anos) e anos iniciais do Ensino Fundamental.”

O que diz o Sindicato

O presidente do SPMG, Pablo Gomes, ressaltou que a direção da Escola ajustou o calendário para que a conclusão da obra acontecesse sem prejuízo aos educandos. Foi feito recesso de cinco dias após o feriado de 20 de setembro, que serão pagos pelos professores em sábados letivos. “Porém, ao retornarem aos trabalhos encontraram a Escola nestas condições (foto)”, observou Pablo.

Foto: Divulgação

Publicado em 5/10/2018.


Últimas Notícias

Espetacular a exposição de carros antigos que acontece neste domingo no Centro de Guaíba. Evento segue até as 17h.

Tiro na Câmara de Vereadores de Guaíba. Confira na versão impressa.

Secretário de Mobilidade Urbana de Guaíba, Alex de Oliveira, foi demitido depois de seis meses no cargo.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2019 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados