Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Segunda-feira, 17 de junho de 2019

02/01/2019 - 14h20min

Leandro André

Compartilhar no Facebook

enviar email

Um Ano Dramático

O mais importante de uma retrospectiva é a oportunidade que se apresenta de tentar acertar observando os erros; de melhorar, observando as dificuldades; e de evoluir, observando as travas. Então, vamos lá.

Cabide de Empregos

Nos primeiros dias de janeiro, quando a população estava em horário de trabalho, os vereadores se reuniram em duas sessões extraordinárias para aprovar um projeto de lei da Mesa Diretora, aumentando cinco cargos de confiança no já inchado quadro de CCs da Câmara Municipal de Guaíba. O projeto foi aprovado por 10 a 5 e gerou indignação na população.

Quatro meses depois, com o afastamento judicial do então presidente Renan Pereira (PTB), a vereadora Fernanda Garcia (PTB) assumiu a presidência e cancelou as contestadas nomeações, conforme foi acordado entre todos os vereadores. Teve recuo.

Na coluna publicada no dia 6 de janeiro, registrei o cabide de empregos em que havia se transformado a Câmara Municipal. O Legislativo chegou a ter 69 CCs este ano para apenas uma sessão semanal. Se todos os CCs trabalhassem no mesmo turno, faltaria espaço na Casa.

No final de 2018, foi preciso demitir uma penca de cargos de confiança para fechar a conta dos gastos com salários. No entanto, as nomeações deverão voltar em janeiro.



Lambança em Camaquã

Lambança na política não é marca registrada de Guaíba, em Camaquã também tem.

Os vereadores de Camaquã abriram processo de cassação do prefeito Ivo Ferreira (PSDB), devido à denúncia de um “eleitor” indignado com a falta de respostas do prefeito aos requerimentos dos vereadores. Isso mesmo, um eleitor tomou as dores pelos edis. Mas não ficou nisso. Depois de muita lambança, a denúncia que gerou o pedido de cassação do prefeito foi rejeitada por 15 a zero. Essa foi de cair os butiás dos bolsos!

Farpas entre Secretários na Gazeta

Em fevereiro, os secretários de Saúde, Itamar Costa, e da Fazenda, Leandro Jardim, trocaram acusações públicas por meio da Gazeta Centro-Sul. Ele isso, ele aquilo... O Prefeito Sperotto abafou o caso; uma especialidade do 001 revelada este ano.

Dois meses depois da troca de farpas na Gazeta, os dois secretários foram afastados dos cargos pela Justiça em decorrência de investigação do MP e acabaram exonerados.



Renan x Sperotto

O vereador mais votado da história de Guaíba, Renan Pereira (PTB), e o prefeito José Sperotto (PTB), que eram grandes amigos, daqueles de frequentar casa, acabaram brigando feio. O Sperotto mandou que a terceirizada do PA demitisse o Renan, que foi enxotado, dando início a uma treta das grandes.


O Vereador Renan, que era presidente da Câmara, começou uma bateria de acusações contra o Governo Sperotto, com foco na Secretaria da Fazenda. Deu no que deu.

Crise Política na Aldeia

Denúncias e acusações que vinham ocupando o cenário político da Aldeia resultaram na maior crise política da história do Município. No fatídico 26 de abril, uma força-tarefa, formada pelo MP (Gaeco), Polícia Civil e Brigada Militar, executou mandados de busca e apreensão na Câmara, na Prefeitura, em residências e empresas de Guaíba, abrangendo 50 pessoas investigadas. A cobra fumou.

A ação ocupou espaços na mídia do Estado e até do País. O vídeo em que o Renan Pereira se exibia em Miami, fazendo compras, visto à exaustão na campanha eleitoral, foi parar no Fantástico dois anos depois. Neste episódio, o cinismo bateu no teto na Aldeia. Teve gente que assistiu trinta vezes o vídeo em 2016, fez campanha para o Renan, mas demonstrou surpresa e se abalou quando o mesmo vídeo foi exibido no Fantástico. Não ficou um butiá no bolso.

Resumo da bufa: dois secretários foram afastados pela Justiça e depois exonerados; dois vereadores afastados judicialmente, um renunciou ao mandato e o outro foi cassado, conforme a Gazeta Centro-Sul divulgou em detalhes.

As investigações continuam. Alguns dos envolvidos se tornaram réus e estão respondendo a processos na Justiça. Até o momento, o Prefeito Sperotto saiu ileso do temporal no que diz respeito às investigações divulgadas.

Maranata no Governo Sperotto

O Marcelo Maranata se tornou um grande crítico dos governos do PTB, em Guaíba, depois de participar de um como vice-prefeito. No entanto, na sua peregrinação partidária, acabou se filiando ao Solidariedade, que integra a base do Governo Sperotto, do PTB. Apesar de tudo junto e misturado, houve tentativa de explicar que não é o que parece. Ficou difícil de entender. Aliás, por falar em Solidariedade, eu e as torcidas do Itapuí e do Guaíba ainda não descobrimos se o partido é situação ou oposição em relação ao Governo Sperotto.

O Livro e a Comunidade

Fui literalmente abraçado pela comunidade no lançamento do meu livro “Guaíba-Outra Margem”, que aconteceu na Feira do Livro esse ano. De acordo com a Setudec, foi a maior sessão de autógrafos da Feira do Livro de Guaíba. Fiquei duas horas e vinte minutos autografando. Só me resta agradecer à sociedade pelo prestígio, e à CMPC, que patrocinou a obra.

CPIs na Câmara

Os vereadores abriram CPIs para apurar supostas irregularidades dos vereadores Renan e Bento e na Prefeitura, sendo que a do Executivo saiu sob pressão.

Nas CPIs e CPPs relacionadas aos vereadores, os pares da Casa seguiram a cartilha; mandaram bem. Já na CPI da Prefeitura, fizeram de conta que investigaram; um fiasco. Será que os cargos no Executivo tiveram influência?



A Casa Legislativa

Teve muita turbulência na Câmara Municipal de Guaíba. O Parlamento da Aldeia precisa resolver a questão do inchaço de CCs; precisa se comunicar melhor (internamente e com a sociedade); precisa melhorar o nível dos debates e melhorar a gestão. No entanto, também teve ações positivas este ano.

Os vereadores deram o aval para que fossem firmadas parcerias do Município com as empresas Gefco e Dasppet para se instalarem em Guaíba; aprovaram o projeto da Corsan para ampliar o saneamento na Cidade (apostaram na promessa); realizaram as comissões para investigar e julgar seus colegas.

A vereadora Fernanda Garcia assumiu a presidência no dia 2 de maio e exonerou os cinco CCs contratados em janeiro (os vereadores admitiram o erro); cortou portarias; contratou intérpretes de libras para as sessões legislativas e reduziu sobremaneira os conflitos internos.


A Mesa Diretora da Câmara está devolvendo R$ 540 mil do Orçamento deste ano para o Executivo e abriu mão de R$ 1 milhão do Orçamento de 2019 para o Governo investir em Saúde, Educação e Infraestrutura. A Câmara manteve a linha de não gastar com viagens e diárias desnecessárias, uma decisão que começou em 2017.

É importante criticar o que está errado e ressaltar o que está certo.

Ninguém foi eleito na Região

Os candidatos da Região Centro-Sul não agradaram os eleitores; ninguém foi eleito deputado este ano. Um recado duro das urnas para os nossos políticos.

O Maranata fez votação decepcionante, menos da metade dos votos esperados. Acendeu a luz amarela para os veteranos da política local. Caminho aberto para novas lideranças, considerando as próximas eleições municipais. Detalhe: liderança política não se faz na véspera de uma eleição.

A Maioria Silenciosa

Os ataques entupiram as redes sociais; a esquerda, esgualepada, lutou muito para voltar ao poder, mas não conseguiu. A roubalheira do dinheiro público foi grande demais nos governos petistas e gerou uma crise monstra.

Mulheres da esquerda, disfarçadas de neutras, foram às ruas gritando “Ele Não”, referindo-se ao Bolsonaro, mas o movimento teve efeito contrário. O golpe sentimental não colou.

Durante sua carreira política, o Bolsonaro disse todas as bobagens que um político não deve dizer; e disse com voz grossa de ogro alfa. A esquerda fake, graduada em destruir adversários políticos, tentou se valer da logorreia ácida do Capitão Direita, batendo à exaustão durante a campanha eleitoral, mas também não colou. O pacote de desgosto com a traição da esquerda era maior que tudo.

Bolsonaro foi esfaqueado durante a campanha; quase morreu e acabou fora do palanque eleitoral. O ataque acabou blindando o Capitão a ponto de torná-lo imune aos ataques dos adversários.

Enquanto os “espertos” extremistas trocavam ofensas nas redes sociais e a esquerda tentava amedrontar o povo com o bicho papão, a maioria silenciosa definiu seu voto a partir do cansaço da enganação, da corrupção e da violência desenfreada. Bolsonaro prometeu botar a casa em ordem com disciplina e venceu com folga em quase todo o País; só perdeu na Região Nordeste, que não se cansou da política petista.

Aqui no RS, Eduardo Leite venceu com o discurso do bom moço que vai mudar o Rio Grande e avançar. Agora, é aguardar e ficar vigilante para ver se as promessas de campanha serão colocadas em prática; no Estado e no País.



Destaques Positivos

Os trabalhos sociais do Projari, do Banco de Alimentos e da APAE de Guaíba; a implantação de cinco ecopontos na Aldeia; as ações da Polícia Civil, da Brigada Militar e da PRF, que prenderam muita gente e conseguiram reduzir em 40% o número de homicídios em Guaíba, apesar de ainda ser alto. O Programa de Plantas Medicinais em Camaquã; as ações do Observatório Social de Guaíba, que geraram importante economia para os cofres públicos; e os 25 anos da Gazeta Centro-Sul.

Destaques Negativos

Os escândalos na política em Guaíba, com afastamento de secretários e cassação de vereadores; a degradação dos postos de Saúde e do Ginásio Coelhão; o elevado número de CCs na Câmara Municipal de Guaíba; e as agressões devido à política partidária nas redes sociais. As ruas e calçadas esburacadas e desniveladas em Guaíba.

Leandro André

[email protected]

Publicado em 29/12/2018.

Últimas Notícias

Em Guaíba, tudo funcionando normalmente na manhã dessa sexta-feira, 14.

Prevista paralisação de professores da rede municipal de Guaíba, nesta sexta, 14, em protesto contra a Reforma da Previdência.

Prefeito Sperotto demite Alex de Oliveira da Secretaria de Mobilidade Urbana de Guaíba, justificando que é preciso revigorar a Pasta.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2019 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados