Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Segunda-feira, 24 de abril de 2017

24/04/2017 - 08h47min

Leandro André

Compartilhar no Facebook

enviar email

Foram-se os butiás

As delações de ex-executivos da Odebrecht fizeram com que me caíssem todos os butiás dos bolsos. Em detalhes, eles contaram como roubavam do povo brasileiro, com obras superfaturadas, para manter seus interesses, abastecendo uma corja de políticos encabeçada por Lula, Dilma, Aécio, Cunha, Renan Calheiros, e por aí vai. O Master da Odebrecht tirou sarro durante a sua delação. Bilhões do dinheiro público escoando por malas, mochilas e envelopes pardos, enquanto o povo agoniza em macas nos corredores de hospitais imundos. E o Master se divertindo ao contar como fazia para roubar.

O mais revoltante nessa história é que Lula prometeu acabar com o sistema que mantinha trezentos picaretas no Congresso Nacional, mas fez exatamente o contrário, se juntou a eles e intensificou a corrupção como nunca antes neste País. A sanha viperina segue, porque tem muita gente que acredita na inocência do Lula e de seus derivados. Para o Tio Gilvan, o Lula é vítima do Temer, e não parceiro. Sim, milhões acreditam na inocência desde tipo de político; eles são reeleitos até que batam as botas.

Enquanto a maioria da população continuar elegendo e reelegendo quadrilheiros, vamos seguindo sofrendo com a falta de recursos para Educação, Saúde e Segurança, apesar de vivermos em um País muito rico e de trabalharmos feito formigas para mantermos as quadrilhas do poder. Foram-se os butiás.

Vereador deve ir a júri

O vereador Alê Alves (PDT) deverá ir a júri popular, em julgamento por suposta tentativa de homicídio que teria acontecido em julho de 2014, quando não era parlamentar. O incidente aconteceu na Rua X-6, Bairro Colina, por meio de um atropelamento. A decisão judicial, deferindo pedido do Ministério Público para o julgamento acontecer pelo júri popular, foi divulgada essa semana, gerando grande repercussão nas redes sociais por tratar-se de pessoa pública.

Essa semana, eu conversei com o vereador Alê Alves sobre este caso, mas ele disse que não iria se manifestar para não promover qualquer tipo de interpretação de que estaria tentando intervir no julgamento. Junto com seus assessores, o parlamentar se limitou a dizer que cabe recurso da decisão que remete o julgamento a júri e que sua defesa está trabalhando nesse sentido.

Na terça-feira, 18, o presidente da Câmara, Renan Pereira, reuniu os vereadores da Casa para discutir a possibilidade de abertura de uma CPI a fim de investigar as atitudes do Vereador Alê, considerando seus comentários em redes sociais, que seriam incompatíveis com o cargo de vereador. Segundo o presidente, foi feito alerta ao colega para que tenha mais cuidado com suas manifestações públicas, pois, se continuarem, poderá ser aberta uma CPI por falta de decoro parlamentar. Renan disse que o vereador se comprometeu em ter mais cuidado com suas postagens.

Em relação ao julgamento por suposto crime de tentativa de homicídio, o presidente explicou que se trata de um fato que aconteceu antes do vereador assumir seu cargo na Câmara e, por isso, no momento, está restrito à Justiça.

Sem UPA em Guaíba

Em entrevista que fiz com o Prefeito Sperotto, ele disse que não haverá mais repasse federal para conclusão do prédio da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Guaíba. Além disso, o Município não teria condições de aportar o montante mensal necessário para o funcionamento da Unidade. Guaíba deverá devolver o valor investido pelo Governo Federal na construção da estrutura, e usar o prédio para atendimento de especialidades e para acomodar a parte administrativa da Secretaria da Saúde. Resta acertar os termos do financiamento para pagamento e aquisição do esqueleto.

Obras do Governo Federal são sinônimos de encrencas.

Seminário sobre a Lava-Jato

Na terça-feira, 25, acontecerá o 6º Seminário de Valorização do Trabalho e Vida, que neste ano tem como tema “Trabalho na Construção Civil pós-operação Lava-Jato”. Trabalhadores, empresários, agentes políticos, formadores de opinião e palestrantes discutindo juntos para um melhor entendimento sobre o que mudou e o que ainda vai mudar na construção civil e no Brasil, enquanto sociedade, depois do início do desmantelamento da corrupção que assolou o País. O evento ocorre no Auditório da Amrigs, na Avenida Ipiranga, 5311, em Porto Alegre. Como trata-se de um evento gratuito, as vagas são limitadas. Inscrições pelo site: www.sticc.org.br

O evento é promovido pelo Sticc e tem apoio do Ministério do Trabalho, Sinduscon-RS, Senge-RS, Secovi-RS, Sinditest, Fundacentro e CREA-RS.

Daqui para Canoas

O filho do Prefeito Sperotto, Vinícius Sperotto, foi nomeado para o cargo de Diretor da Saúde do Governo Busato (PTB) em Canoas. A reação negativa foi grande por lá, considerando que o prefeito buscou nome do seu partido, de fora da Cidade, para ocupar um cargo importante, desconsiderando os quadros de Canoas. É claro que essa bronca chegou aqui na Coluna. Eu perguntei à Prefeitura de Guaíba se teriam enviado alguém de lá pra cá, e a resposta foi negativa. Então, acionei a Tia Alaíde para confirmar, mas, até o fechamento desta edição, não soube de nenhum canoense como CC na Prefeitura e na Câmara da Aldeia.

Nariz de Palhaço

O vereador Jonas Xavier disse que, se o Hospital Regional for inaugurado até dezembro deste ano, ele vai usar nariz de palhaço, pois não acredita nisso. O secretário da Saúde, Itamar Costa, disse que o vereador vai usar o nariz vermelho. Está anotado.

Leandro André

[email protected]

Publicado em 22/4/2017.

Últimas Notícias

Ladrão mata o comparsa e se entrega na DP de Guaíba.

Camaquã comemora os 153 anos de emancipação com intensa programação cultural.

Guaíba está revisando o seu Plano Diretor. Leia na versão impressa deste fim de semana.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2017 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados