Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Terça-feira, 20 de outubro de 2020

14/09/2020 - 15h01min

Editorial

Planejamento

Compartilhar no Facebook

Em 2012, foi concluído o Plano de Infraestrutura Estratégica de Guaíba, um trabalho realizado em dois anos, com a participação de professores e alunos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), de técnicos do Município, bem como de representantes da comunidade. Pela primeira vez na história de Guaíba, foi construído um plano para tratar do desenvolvimento do Município, com embasamento técnico, estudos aprofundados e apresentação de mapas e dados.


Na prática, passados oito anos, infelizmente, o Plano de Infraestrutura Estratégica não foi plenamente utilizado conforme a sua proposta original. Não é da cultura dos administradores públicos do País trabalharem com planejamento a longo prazo. Em geral, os problemas vão sendo enfrentados diariamente, de acordo com as urgências que se apresentam.


De positivo, a revisão do Plano Diretor de Guaíba que está em andamento, apesar da sua demora, e a realização de um Plano de Mobilidade Urbana, que está sendo enviado para apreciação da Câmara Municipal. Ambos devem estar em sintonia. O secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Jefferson Santos, justificou a demora da revisão, tendo em vista a necessidade de inclusão do Plano de Mobilidade Urbana no contexto. Além disso, a conclusão dos trabalhos depende da realização de audiências públicas presenciais, o que foi suspenso devido a pandemia da Covid-19.


Planejar significa demonstrar um propósito para realizar alguma coisa; ter como intenção ou objetivo. Em se tratando de administração pública, significa programar ações de forma organizada, levando em consideração questões geográficas, culturais, econômicas e sociais. O desenvolvimento planejado tem influência direta na qualidade de vida da população.


É preciso conhecer o passado e o presente para projetar o futuro, utilizando a tecnologia disponível, bem como a criatividade, com embasamento técnico.


O trabalho coordenado pelo professor Benamy Turkienicz, apresentado em 2012, partiu de uma análise das vocações econômicas, da situação geográfica e dos recursos existentes no Município para proposição de ações de médio e longo prazos, com investimentos conjuntos. O resultado mostrou que Guaíba tem potencial para desenvolver o turismo, além dos segmentos industrial e tecnológico, em harmonia.


Se o crescimento da cidade vai ocorrer de qualquer maneira, então que ocorra de forma qualificada.

Publicado em 11/9/20.


Últimas Notícias

Assassinato que matou professora e seu filho, no Bairro Bom Fim, choca a comunidade.

Professora Rosa Jardim, 67, e seu filho Leonardo, 28, foram mortos em casa, em Guaíba, na madrugada desta segunda, 5.

Região de Guaíba se mantém em bandeira laranja no mapa de distanciamento controlado do RS.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2020 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados