Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Sexta-feira, 25 de setembro de 2020

15/06/2020 - 09h50min

Comportamento

Compartilhar no Facebook

enviar email

Acalmando o Coração

Já faz alguns anos, me dedico ao exercício da gratidão, queria muito adquirir esse bom hábito. E assim como aconteceu com o conhecimento matemático, a leitura e a escrita, a disciplina do treino me trouxe ótimos resultados.

Agora, haja o que houver, todas as noites reservo alguns minutos para dar meu muito obrigada à vida, aos seus delicados presentes de cada dia. Louvo acontecimentos positivos, mesmo que eu não saiba exatamente quais foram. E dou graças pela paciência e o constante aprendizado que acalmam meu coração, especialmente em momentos difíceis como estes que todos vivemos.


São dias estranhos, sem abraços nem apertos de mão. De perceber a falta que nos faz ver crianças entrando e saindo das escolas, mochilas com merendeiras, cadernos com recados e novas lições. E contando a quem quiser saber, em voz muito alta, sobre as novas brincadeiras que aconteceram no recreio, os passeios a bibliotecas e museus anunciados pela coordenadora. Vê-las abraçar seus professores com tanta ternura, como faz bem!

Atônitos, estamos todos, pelo tamanho da vontade de apenas andar pelas ruas da cidade como fazíamos pouco tempo atrás. Acenando aos conhecidos, parando para conversar e perguntar como estão, saber sobre noivados, festas de casamento e aniversários. Por vezes, pensamos nas lojas preferidas, onde gostamos de entrar para ver novidades; na fruteira, lugar de escolher legumes e trocar receitas com quituteiras de mancheia.

Temos até sonhado com almoços de domingo, famílias reunidas para contar boas histórias, tocar e cantar, brindando a alegria compartilhada. Agora sabemos como essa convivência bordada de simplicidade e parceria nos enche de felicidade.

Saudades dos passeios de catamarã, de buscar algum tempero no Mercado Público, caminhar pelo shopping da Capital, ir ao cinema com as crianças. Voltar então para casa, conversando sobre estes lugares encantados que nos fazem tão felizes, e depois do desembarque passar no supermercado para as compras.

São dias estranhos, esses, sem abraços nem apertos de mão. Sem crianças pelas ruas, carregando mochilas cheias de sonhos e fantasias. Estamos todos atônitos, sentindo falta de toda gente com quem estávamos acostumados a conviver.

Contudo, todas as noites, sigo reservando um tempo para dar meu muito obrigada à vida, louvar tudo de positivo que vai acontecer, dar graças pela paciência que acomoda meu coração. Exercito a gratidão, haja o que houver.

Cristina André

[email protected]

Publicado em 12/6/20.

Últimas Notícias

Região de Guaíba se mantém em bandeira laranja no mapa de distanciamento controlado do RS.

Sete candidatos disputam a Prefeitura de Guaíba. Em Camaquã, são quatro candidatos. Ver edição impressa.

Sperotto (PTB) e Cleusa (MDB) mantêm união para tentar reeleição à Prefeitura de Guaíba.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2020 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados