Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Sábado, 11 de julho de 2020

25/05/2020 - 10h19min

Comportamento

Compartilhar no Facebook

enviar email

O Melhor Lugar do Mundo

Naqueles dias de antigas adolescências, no intervalo das aulas que nos preparavam para a vida e para os vestibulares, gostávamos de tomar cafezinho e filosofar em uma pequena confeitaria próxima da escola. Assim nos sentíamos adultas, dando opiniões com liberdade e pedindo café preto sem nos preocuparmos com as recomendações de merendas. Era um ensaio para a liberdade, o valioso e instrutivo recreio de cada manhã.

Décadas se passaram, e ainda penso naquela mesa e em certas frases de impacto que mudaram minha vida. Como no dia em que conversávamos sobre nossas futuras casas, nas modernidades que teriam.


Enquanto cada uma de nós citava um detalhe essencial para que a casa fosse bonita e aconchegante, uma colega interrompeu o devaneio juvenil para declarar, com seriedade, o que pensava: “Gurias, a melhor casa do mundo é aquela em que a gente mora”.


Eis que um silêncio, todo feito de respeito e admiração, deu a volta em nossa mesa e nos mandou de volta à escola. Verdade seja dita, ainda nos restava um tempo, mas sabíamos que ninguém conseguiria dizer algo melhor.


Alguns anos se passaram, éramos todas universitárias, tínhamos outras colegas. Nunca mais nos encontramos naquela mesa que marcou nossas vidas. Lugar dos desabafos e consolos, de diversas histórias engraçadas e dramáticas, dos debates sobre leituras políticas e romances. E das infinitas conjecturas sobre o futuro.


Então, o que eu não imaginava aconteceu: outra mesa como aquela estava a minha espera no bar da faculdade. Que boa surpresa!


De novo, nos intervalos, um grupo de gurias trocando ideias sobre a vida, os romances verdadeiros, a profissão, as novas ideologias. E foram muitas as lições que aprendi com aquelas colegas. Como no dia em que chegamos mais cedo para fazer a lista das melhores músicas brasileiras. Nas conversas cruzadas, o entusiasmo chamou a atenção de todos.


De repente, uma delas pediu para explicar sobre a sua preferência, que não era apenas pela melodia ou pela voz do Gilberto Gil, mas porque se emocionava com a mensagem cada vez que escutava: “O melhor lugar do mundo é aqui e agora”.


Um silêncio, emocionado, pediu licença, puxou cadeira e se acomodou em nossa mesa estudantil. Até cantarolarmos a frase.


Eis que a recordação daquela mesa de antes me invadiu o coração, como se fosse a estrofe que faltava. Pensei, naquele momento de aprendiz, na verdade explícita das duas frases citadas por minhas colegas.


“A melhor casa do mundo é aquela em que a gente mora. E o melhor lugar do mundo é aqui e agora”, é o que eu tenho dito a mim mesma nestes dias de isolamento social que a pandemia me impôs.



Cristina André

[email protected]

Publicado em 22/5/20.

Últimas Notícias

Na noite desta terça, 7, foi confirmada a nona morte por Covid-19 de moradores de Guaíba.

Dezenas de trabalhadores de fora do Estado vão atuar na parada geral da CMPC.

Leia nesta edição: projeto vai instalar internet na casa de 2 mil estudantes em Guaíba.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2020 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados