Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Terça-feira, 17 de setembro de 2019

12/08/2019 - 14h33min

Comportamento

Compartilhar no Facebook

enviar email

O Pai e a Mãe

O Mundo segue em frente com velocidade que quase não se pode alcançar, acelerando em milhares de novidades por segundo. Todos em rede, ainda que na companhia de gente desconhecida, fazemos fotos e pedimos comida pelo celular. É um tempo bem diferente, esse em que vivemos.

Contudo, por mais que sejamos livres de preconceitos e aceitemos mudanças que até pouco tempo eram inimagináveis, ainda nos emocionamos com o pai e a mãe. Porque é da nossa natureza construir nova família para sermos os próximos pais e mães que virão, alimentando antiga dualidade humana que imita a natureza.

Como a noite em relação ao dia, o pai é diferente da mãe. Enquanto ela prefere filmes românticos e sem violência, é ele que mostra aos filhos outras tantas histórias de lutas e conquistas que ultrapassam as fronteiras familiares.

Se a mãe mostra a barraca das pelúcias e o rio lento no parque aquático, enaltecendo que a diversão pode ser macia e tranquila, o pai aponta para o trampolim da piscina e o gigantesco tobogã, desafiando a criançada. Porque gosta de mostrar sua coragem, o pai.

Na praia, mãe é chapéu, protetor solar e água fresquinha na bolsa térmica, banho de mar quase na areia; o pai quer mergulho onde não dá pé, prancha de surfe e pescaria, e depois brincar de se enterrar na areia.

Em casos de sede e de fome, a mãe é chamada; na hora de pedir toalha de banho, fazer a lista de convidados, lembrar datas e mostrar fotos. É para o pai, porém, que filhos pedem narrativas fantásticas antes de dormir, perguntam sobre aviões supersônicos; é dele a tarefa do desempate de quem foi melhor, Pelé ou Garrincha.

Sombrinha e casaco na mochila escolar, vaso de flores e enfeites na mesa da sala, lembranças de viagens e cristaleira, essas são coisas da mãe. Dualidade exposta em pequenos detalhes, caixa de ferramentas, canteiros de horta e vidros cheios de pimenta no azeite, isso tudo é a cara do pai.

E mesmo nesse Mundo que segue em frente na velocidade que quase não se alcança, acelerando em milhares de novidades por segundo, livrando-se de preconceitos e aceitando o que tempos atrás era inimaginável, o pai e a mãe continuam em nossos corações.

Diferentes como a noite em relação ao dia, o Sol e a Lua, uma audaciosa aventura e o aconchego caseiro, se completam, imitando a dualidade da natureza.

Cristina André

[email protected]

Publicado em 10/8/2019.

Últimas Notícias

Ex-secretário de Saúde de Guaíba, Itamar Costa, faz desabafo. Confira na versão impressa da Gazeta de sábado, 14.

Nesta quinta-feira, 12, iniciam as atividades culturais dos festejos farroupilhas no Parque Coelhão em Guaíba.

A Câmara Municipal de Guaíba realizou sessão solene na noite de quarta-feira, 11, para homenagear a Imprensa local.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2019 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados