Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Domingo, 29 de maro de 2020

29/01/2020 - 16h19min

Bicho Amigo

Sobre Viagens e Pets

Compartilhar no Facebook

Para quem vai viajar é importante considerar se o hotel de destino é pet friendly, pois caso não seja, existem opções para garantir o cuidado e o conforto que eles merecem, como Pet Sitter e hotel específico. O primeiro é um cuidador profissional que vai até a casa do dono para alimentar e dar carinho ao cão ou gato enquanto o tutor está ausente. Este serviço é ideal para os gatos, já que eles não precisam sair do ambiente em que estão acostumados, evitando o estresse.

Já os hotéis para pets, são estabelecimentos com infraestrutura completa para acomodá-los, como espaço para brincar, piscina, entre outras opções de recreação. Além disso, muitos oferecem ainda a possibilidade de o tutor monitorar por vídeo toda a estadia do pet.

Para evitar que seu animal de estimação sofra com o forte calor e curta o verão da melhor forma, Manuela Fischer, veterinária da Mars Petcare, separou algumas dicas que podem fazer toda a diferença e ajudar a família e o seu pet a curtirem juntos.

Dicas

Antes de viajar, verifique se o hotel escolhido é pet friendly, ou seja, se é permitido que o pet acompanhe o tutor na viagem. Além de atendimento diferenciado e equipamentos necessários para recebê-lo (comedouro e itens de higiene), pode oferecer opções de recreação para os pets enquanto os tutores passeiam pela cidade.

Se for viajar de carro, mantenha sempre o seu pet seguro por um cinto de segurança próprio para ele. Caso não tenha o acessório, mantenha-o confortavelmente instalado dentro da caixa de transporte, que também deve estar fixa ao assento do carro.


Prefira horários mais frescos para os passeios (início do dia e começo da noite). Fique atento ao piso quente, que pode queimar as patas e causar sofrimentos.

Evite oferecer sorvete, água de coco ou frutas para seu pet. Independente da época do ano, o recomendado é manter a alimentação específica que ele está acostumado a consumir. Outros itens/alimentos podem se tornar vilões e causar, inclusive, problemas gastrointestinais e aumentarem as chances de um quadro de obesidade.

Sempre busque a orientação e o acompanhamento de um profissional para introduzir e alterar o manejo alimentar do pet.

Publicado em 25/1/20.


Últimas Notícias

Vacinação em casa para idosos acamados. Agendamento deve ser feito por familiares no posto de saúde do bairro.

A Secretaria de Saúde de Guaíba comunicou que irá aplicar a vacina contra a gripe nas casas dos idosos acamados. Ag… https://t.co/GkhQS5xpu3

Novas doses da vacina deverão chegar a Guaíba na quarta-feira, 25, segundo a Prefeitura. Campanha vai até maio.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2020 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados