Gazeta Centro-Sul

Contato: (51) 3055.1764 e (51) 3055.1321  |  Redes Sociais:

Sábado, 22 de fevereiro de 2020

29/01/2020 - 16h19min

Bicho Amigo

Sobre Viagens e Pets

Compartilhar no Facebook

Para quem vai viajar é importante considerar se o hotel de destino é pet friendly, pois caso não seja, existem opções para garantir o cuidado e o conforto que eles merecem, como Pet Sitter e hotel específico. O primeiro é um cuidador profissional que vai até a casa do dono para alimentar e dar carinho ao cão ou gato enquanto o tutor está ausente. Este serviço é ideal para os gatos, já que eles não precisam sair do ambiente em que estão acostumados, evitando o estresse.

Já os hotéis para pets, são estabelecimentos com infraestrutura completa para acomodá-los, como espaço para brincar, piscina, entre outras opções de recreação. Além disso, muitos oferecem ainda a possibilidade de o tutor monitorar por vídeo toda a estadia do pet.

Para evitar que seu animal de estimação sofra com o forte calor e curta o verão da melhor forma, Manuela Fischer, veterinária da Mars Petcare, separou algumas dicas que podem fazer toda a diferença e ajudar a família e o seu pet a curtirem juntos.

Dicas

Antes de viajar, verifique se o hotel escolhido é pet friendly, ou seja, se é permitido que o pet acompanhe o tutor na viagem. Além de atendimento diferenciado e equipamentos necessários para recebê-lo (comedouro e itens de higiene), pode oferecer opções de recreação para os pets enquanto os tutores passeiam pela cidade.

Se for viajar de carro, mantenha sempre o seu pet seguro por um cinto de segurança próprio para ele. Caso não tenha o acessório, mantenha-o confortavelmente instalado dentro da caixa de transporte, que também deve estar fixa ao assento do carro.


Prefira horários mais frescos para os passeios (início do dia e começo da noite). Fique atento ao piso quente, que pode queimar as patas e causar sofrimentos.

Evite oferecer sorvete, água de coco ou frutas para seu pet. Independente da época do ano, o recomendado é manter a alimentação específica que ele está acostumado a consumir. Outros itens/alimentos podem se tornar vilões e causar, inclusive, problemas gastrointestinais e aumentarem as chances de um quadro de obesidade.

Sempre busque a orientação e o acompanhamento de um profissional para introduzir e alterar o manejo alimentar do pet.

Publicado em 25/1/20.


Últimas Notícias

Obras de revitalização da Praia da Alegria, em Guaíba, deverão iniciar em março. Ver matéria nesta edição da Gazeta Centro-Sul.

Abacaxi derruba diretor municipal em Guaíba. Confira na Coluna impressa de Leandro André.

Guaíba. Motorista de aplicativo, Rafael da Silva, 31, desapareceu no dia 6. Seu carro foi encontrado queimado sábado, 8, no Mathias.

Publicidade

Institucional | Links | Assine | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2020 Gazeta Centro-Sul - Todos os direitos reservados